PUBLICIDADE
Notícias

Japão irá banir importações da Crimeia

04:30 | 28/07/2014
O chefe de gabinete e porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, declarou nesta segunda-feira que o Japão irá congelar os ativos dos envolvidos em "desestabilizar" a Crimeia e banir as importações da região. Suga ainda afirmou que irá colaborar com o Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (Berd) na suspensão de novos investimentos na Rússia.

Na semana passada, o Berd revelou que todos os Estados membros da União Europeia e vários outros países deram uma orientação clara à diretoria do Berd que, no momento, não irão aprovar novos projetos de investimentos na Rússia.

O banco possui 64 Estados membros, sendo que no primeiro semestre deste ano, 19% dos investimentos foram feitos na Rússia. Esse primeiro semestre representou um volume recorde de investimentos nos países em que o banco atua, com um portfólio total de 3,6 bilhões de euros.

A pressão por uma nova rodada de sanções contra a Rússia cresceu desde a queda do Boeing 777 da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia, em área controlada por rebeldes pró-Rússia. A aeronave caiu com 298 pessoas a bordo.

Os EUA responsabilizaram a Rússia e, no fim de semana, apresentaram imagens para argumentar que a Rússia dispara contra alvos militares da Ucrânia a partir de seu território e arma os rebeldes. Vários ministros da Alemanha também declararam apoio a uma nova rodada de sanções contra os russos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS