PUBLICIDADE
Notícias

FMI corta previsão de expansão do PIB da zona do euro

12:00 | 14/07/2014
O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu a previsão para o crescimento em 2014 do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro em 0,1 ponto porcentual e ressaltou que qualquer apreciação adicional do euro pode "levar a inflação para território negativo".

Em um relatório sobre as políticas do bloco da moeda europeia, o FMI disse que o PIB deve ter um crescimento de 1,1% em 2014, em comparação com uma alta estimada em abril de 1,2%. O documento aponta que a expansão do PIB deve chegar a 1,5% em 2015. O FMI também prevê que inflação ficará em média em 0,7% neste ano, 20 pontos base abaixo da estimativa publicada em abril, antes de acelerar para 1,2% em 2015. Se a inflação ficar "baixa demais", o Banco Central Europeu (BCE) deve considerar uma expansão substancial do balanço patrimonial.

"A fraca demanda agregada está pesando sobre a atividade real e puxando para baixo a inflação na zona do euro, tendo em vista que empresas, famílias e bancos continuam a reparar seus balanços", disse o FMI em um comunicado. "A inflação deverá manter-se abaixo da meta primordial de preços do BCE por um período prolongado, ressaltando os riscos de inflação baixa".

"Com o espaço limitado de política no curto prazo, choques adicionais negativos - doméstico ou externos - podem prejudicar o sentimento do mercado financeiro, deter a recuperação e empurrar a economia para uma inflação mais baixa e até mesmo deflação", acrescentou o relatório.

Por outro lado, o FMI também mudou sua previsão para a taxa de desemprego deste ano na zona do euro, estimando uma queda para 11,7%, de 11,9% na estimativa de abril. Fonte: Market News Internacional.

TAGS