PUBLICIDADE
Notícias

Cristina diz que Argentina sofre tentativa de 'pilhagem'

12:10 | 16/07/2014
A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi surpreendida por um grupo de simpatizantes de partidos políticos brasileiros de esquerda ao deixar o hotel em que está hospedada em Brasília para ir ao encontro do grupo dos Brics e Unasul. Em um discurso improvisado na portaria do hotel, ela agradeceu ao apoio no momento em que, segundo ela, a Argentina sofre uma tentativa de "pilhagem internacional em matéria financeira".

"Quero agradecer porque sei que não é que vocês apoiem Cristina, mas as políticas que temos adotado na Argentina. Acreditamos numa Pátria Grande e, além disso, acreditamos que devemos acabar com esse tipo de pilhagem internacional em matéria financeira como hoje pretendem fazer contra a Argentina e como vão querer fazer contra outros países do planeta", disse. Kirchner destacou ainda a importância de se criar instituições que promovam o multilateralismo econômico.

A presidente argentina disse que ontem os BRICS deram um passo importante com a criação do banco do grupo, a exemplo dos países da Unasul, quando criaram o Banco do Sul. "E vão surgindo cada vez mais instituições que questionam exatamente esse funcionamento dos organismos multilaterais que, em vez de dar soluções, não fazem mais do que complicar a vida dos povos", disse.

Kirchner lembrou também que, no momento, o mundo atravessa violência referindo-se especialmente ao conflito entre palestinos e israelenses. "Há muitas mortes de civis e crianças", disse Kirchner.

TAGS