PUBLICIDADE
Notícias

Correção: Roberto Olinto assumirá Pesquisas do IBGE

16:10 | 30/07/2014
A nota enviada anteriormente continha uma incorreção. A coordenadora-geral em exercício da Escola Nacional de Ciência e Estatística (Ence) é Sandra Furtado, e não Zélia Bianchini, como informado. Segue a nota corrigida.

Após mais de três meses sem uma definição, a Diretoria de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), considerada a mais importante do órgão, terá novo titular. Roberto Olinto, desde 1980 no instituto e atualmente Coordenador de Contas Nacionais, aceitou o convite e assumirá a função. Ainda não há data prevista para o início do trabalho, já que a nomeação depende de tramitação legal e publicação no Diário Oficial.

Até lá, Zélia Bianchini segue no cargo que assumiu interinamente, após Marcia Quintslr ter deixado o posto em abril. A então diretora de Pesquisas pediu exoneração por não concordar com a suspensão da divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) para que a metodologia fosse revisada. Os cálculos de rendimento, que serão usados no rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), foram contestados por dois senadores - Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Armando Monteiro (PTB-PE). No início de maio, o IBGE voltou atrás e decidiu manter o calendário da pesquisa.

Mesmo à frente da Diretoria de Pesquisas, Olinto seguirá exercendo sua função atual. "Inicialmente, ele continuará à frente também da Coordenação de Contas Nacionais", informou a assessoria do IBGE. Olinto é engenheiro de sistemas pela PUC-RJ, com mestrado na mesma área e doutorado em engenharia de produção. Há 34 anos no IBGE, está há nove no comando da Coordenação de Contas Nacionais. Ele também representa o instituto na Comissão Permanente de Contas Nacionais do Mercosul, integra o grupo de especialistas em Contas Nacionais das Nações Unidas e é consultor em Contas Nacionais do Departamento de Estatísticas do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Já a Coordenação-Geral da Escola Nacional de Ciência e Estatística (Ence), que também ficou sem titular após o episódio da suspensão da Pnad Contínua, será assumida pela professora e pesquisadora Maysa Sacramento de Magalhães, hoje assistente da coordenação. O cargo máximo da Ence também era exercido de forma interina por Sandra Furtado, depois que Denise Britz do Nascimento Silva pediu exoneração.

No IBGE desde 2002, Maysa é graduada em matemática pela UFRRJ, com especialização em estatística, mestrado em engenharia elétrica e doutorado em engenharia de produção. Ela também é membro eleito do International Statistical Institute (ISI).

TAGS