PUBLICIDADE
Notícias

CMN barateia financiamento para área atingida por seca

17:55 | 31/07/2014
O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu que cerca de mil municípios atingidos pela seca terão taxas de juros mais baixas em operações de financiamento. A taxa de juros é menor em 0,5 ponto porcentual, segundo o secretário-adjunto de Política Agrícola da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo.

Os encargos serão aplicados em operações de crédito rural a serem contratadas até 30 de dezembro deste ano, na área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), por produtores rurais e agricultores familiares de municípios nos quais tenha sido decretado estado de calamidade ou situação de emergência. A lista de municípios é de responsabilidade do Ministério da Integração Nacional, segundo Rabelo.

Para as operações de custeio, as taxas de juros serão de 1% a 3% ao ano no âmbito do Pronaf; de 5% ao ano no âmbito do Pronamp; e de 6% ao ano para produtores rurais. Para operações de investimento, as taxas de juro serão de 1% a 1,5% ao ano no âmbito do Pronaf; de 3% ao ano no âmbito no Pronamp; e de 4,5% ao ano para produtores rurais.

TAGS