PUBLICIDADE
Notícias

Aneel marca para 28/8 pagamento de distribuidoras

09:35 | 29/07/2014
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na manhã desta terça-feira, 29, a nova data de pagamento da energia no mercado de curto prazo pelas distribuidoras. A liquidação poderá ocorrer até 28 de agosto. A data original, 10 e 11 de julho, havia sido adiada para esta quinta-feira, 31, mas o governo não conseguiu finalizar todos os detalhes do financiamento com o consórcio de bancos.

De acordo com o relator do caso, o diretor Reive Barros, as negociações estão avançadas, mas os recursos não serão disponibilizados até o dia 31 de julho. A alteração da data era uma ação "prudente", segundo ele. A data poderá ser antecipada caso os recursos sejam liberados antes do fim de agosto.

Na segunda-feira, 28, o Broadcast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado, informou que a previsão é de que o dinheiro do financiamento só chegue às mãos das distribuidoras de energia no dia 10 de agosto.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, explicou que o empréstimo está "bem equacionado", mas não será possível disponibilizar os recursos nesta semana. "A liquidação então, tem de ser postergada", disse. "Não gostaríamos de ter de discutir uma eventual nova postergação, então preferimos colocar a data do dia 28, com a convicção de que os recursos serão liberados antes disso."

Rufino disse que a expectativa da Aneel é de que o pagamento da energia pelas distribuidoras referente a junho não precise ser adiado - a data é 6 e 7 de agosto. Segundo ele, o valor do desembolso deve ser "bem menor", devido à queda do preço da energia no mercado (PLD) e da carga de energia no mês passado. "Não há nenhum problema que a liquidação de junho ocorra antes da de maio", disse.

As despesas que serão alvo de adiamento totalizam R$ 1,322 bilhão das distribuidoras com a compra de energia no mercado de curto prazo. A assinatura do contrato entre as instituições e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que intermedeia o repasse do dinheiro às empresas, está prevista para ocorrer apenas no dia 7 de agosto. Os recursos devem ser liberados no dia 10, e devem ter as mesmas condições do primeiro financiamento, de R$ 11,2 bilhões.

TAGS