PUBLICIDADE
Notícias

Trigo de países de fora do Mercosul terá TEC zerada

20:10 | 18/06/2014
Por determinação do Ministério da Fazenda, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) vai zerar a Tarifa Externa Comum (TEC) incidente sobre a importação de trigo importado pelo Brasil de países de fora do Mercosul, o bloco aduaneiro do qual também fazem parte Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 18, conforme apurou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, por meio de consulta eletrônica extraordinária a pedido da Fazenda aos ministros que compõem a Câmara. A tarifa de 10% será retirada para compra de 1 milhão de toneladas do cereal de sexta-feira ao dia 15 de agosto. A medida deve ser oficializada na edição de sexta-feira do Diário Oficial da União.

Em maio, o cenário observado pela Camex era de preços estáveis no mercado interno. Mas dificuldades da Argentina de fazer o suprimento de trigo ao Brasil elevou a importação do produto norte-americano, aumentando os custos para a indústria moageira nacional. O balanço até agora é de que o Mercosul exportou de janeiro a maio 1,5 milhão de toneladas de trigo para o Brasil.

No mesmo período do ano passado o bloco vendeu 2,7 milhões de toneladas ao Brasil, com forte participação da Argentina. Na contramão desse movimento, a importação de trigo dos Estados Unidos saltou de 225 mil toneladas para 945 mil toneladas no mesmo período de comparação.

Fontes do governo contaram há cerca de um mês ao Broadcast que a posição interna do mercado era confortável e não seria necessária a redução da TEC do trigo. Mas, segundo fontes, o Ministério da Fazenda, preocupado com o impacto do preço do produto na inflação, pressionou pela mudança, contrariando orientação do Ministério da Agricultura, que sinalizava oferta com a entrada da safra brasileira, a partir de julho.

TAGS