PUBLICIDADE
Notícias

Superávit da balança em 12 meses até maio cai 60,3%

16:00 | 02/06/2014
O superávit da balança comercial brasileira acumulado em 12 meses até maio é de US$ 3,080 bilhões, resultado 60,3% abaixo aos US$ 7,755 bilhões do registrado um ano antes. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 02, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Nos 12 meses encerrados em maio, as exportações somaram US$ 238,953 bilhões e as importações, US$ 235,873 bilhões.

Na pesquisa Focus divulgada nesta segunda pelo Banco Central, a expectativa dos economistas é que a balança comercial encerre o ano de 2014 com superávit de US$ 3,00 bilhões.

O Ministério anunciou hoje que a balança comercial do País registrou superávit de US$ 712 milhões em maio. De acordo com MDIC, as exportações brasileiras caíram em maio de 2014 ante o mesmo mês de 2013: passaram de US$ 21,822 bilhões para US$ 20,752 bilhões. Pela média diária, a queda foi de 4,9%, passando de US$ 1,039 bilhão por dia útil em maio de 2013 para US$ 988,2 milhões no mês passado.

Houve queda, segundo o governo, nas vendas externas das três categorias: semimanufaturados (-11,1%), manufaturados (-9,7%) e básicos (-1,0%). A retração na exportação de semimanufaturados ocorreu principalmente, segundo o MDIC, devido à redução nas vendas de alumínio em bruto, ouro em forma semimanufaturada, açúcar em bruto, óleo de soja em bruto, semimanufaturados de ferro/aço, ferro fundido e ferro-liga. Por outro lado, apresentaram alta as vendas de couro e peles, além de celulose.

A explicação do MDIC para a queda de vendas externas de manufaturados é a redução da exportação de açúcar refinado, automóveis de passageiros, autopeças, veículos de carga, aviões, motores para veículos e parte, óleos combustíveis, polímeros plásticos e pneumáticos.

Ajudaram no resultado, com aumento de vendas, os seguintes produtos: tubos de ferro fundido, bombas e compressores, motores e geradores elétricos, medicamentos, óxidos e hidróxidos de alumínio e máquinas para terraplenagem.

No resultado dos produtos básicos, impactaram com queda das vendas os seguintes produtos: fumo em folhas, minério de ferro, carne de frango e soja em grão. Do outro lado, colaboraram com aumento das exportações o minério de cobre, petróleo em bruto, café em grão, carne bovina, farelo de soja, bovinos vivos e carne suína.

As vendas para o Mercosul caíram 10,7% em maio de 2014 ante o mesmo mês do ano anterior - para a Argentina, a queda foi de 25,8%, devido à diminuição da venda de automóveis de passageiros, autopeças, veículos de carga, tratores, pneumáticos, entre outros. Nas vendas para a Ásia, a baixa foi de 7,2%, sendo que para a China o recuo foi de 10,8%, devido à soja em grão, minério de ferro, celulose, óleo de soja em bruto, entre outros. Para os Estados Unidos, houve retração de 0,3% nas exportações, por conta de petróleo, semimanufaturados de ferro/aço, etanol, entre outros. Para a União Europeia, houve alta de 0,5%, devido ao aumento nas vendas de soja e café em grão, bombas e compressores, ouro em forma semimanufaturada, tubos de ferro fundido, minério de cobre, entre outros.

TAGS