PUBLICIDADE
Notícias

Chance de estourar teto da meta da inflação sobe a 46%

09:10 | 26/06/2014
Pelos dados do Relatório Trimestral de Inflação, divulgado na manhã desta quinta-feira, 26, pelo Banco Central (BC), aumentou a probabilidade de a inflação estourar o teto da meta em 2014. No cenário de referência, as chances de o IPCA ultrapassar o limite superior do intervalo de tolerância da meta subiu de 38% para 46%.

Para 2015, essa probabilidade passou de 27% para 30%. No cenário de mercado, a probabilidade de a inflação estourar o teto da meta em 2014 também subiu: de 40% para 48%. Para 2015, também apresentou avanço, de 29% para 38%.

Câmbio

O BC usou uma cotação do dólar de R$ 2,25 no Relatório Trimestral de Inflação, valor menor que o usado no documento anterior, de R$ 2,35. A taxa Selic utilizada foi de 11% ao ano. O valor do câmbio está acima daquele apontado na última ata do Comitê de Política Monetária (Copom), no qual o cenário de referência levou em consideração uma taxa de câmbio de R$ 2,20, além de taxa Selic de 11% ao ano.

No relatório de inflação anterior, divulgado em março, a cotação utilizada foi de R$ 2,35 e taxa de juros de 10,75%. A nova cotação, incluída hoje no relatório trimestral de inflação, tem como data de corte 6 de junho de 2014. O valor é próximo ao do fechamento do dia de corte. Em 6 de junho, o dólar à vista no balcão fechou cotado a R$ 2,2480. (Colaborou Laís Alegretti).

TAGS