PUBLICIDADE
Notícias

Vietnã diz que busca chinesa por petróleo é ilegal

03:20 | 05/05/2014
O Vietnã protestou contra a decisão chinesa de iniciar a perfuração em busca por petróleo em águas do sudeste asiático e exigiu que Pequim se retire da área. Regiões do Mar do Sul da China também são contestadas por Filipinas, Brunei, Malásia e Taiwan.

O envio do primeiro equipamento da China para perfuração em águas profundas foi a última de uma série de ações provocativas para afirmar a soberania no Mar do Sul da China.

Os EUA também compartilham de preocupações na região, que é potencialmente rica em óleo e gás. Na semana passada, o presidente Barack Obama assinou um pacto de defesa com as Filipinas para garantir o apoio aos aliados na região.

A Administração de Segurança Marítima da China publicou um aviso na internet de que a sonda CNOOC 981 irá perfurar no Mar do Sul da China de 4 de maio a 15 de agosto, em uma área próxima às ilhas Paracel, que são controladas pela China mas contestadas pelo Vietnã. O comunicado diz que navios estão proibidos de entrarem em um raio de 4,8 quilômetros da região.

O Ministério de Relações Exteriores do Vietnã disse que a sonda está na zona econômica exclusiva do Vietnã e na plataforma continental, como definido pela Convenção de 1982 da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Direito do Mar. "Todas as atividades estrangeiras no mar do Vietnã, sem a permissão do Vietnã, são ilegais e inválidas", disse o ministério, em comunicado.

A petroleira estatal vietnamita, PetroVietnam, demandou que a China National

Offshore Oil Corporation "pare imediatamente todas as atividades ilegais e retire a sonda das águas vietnamitas". Fonte: Associated Press.

TAGS