PUBLICIDADE
Notícias

IBGE: equipe garante que Pnad Contínua cumprirá prazo

19:20 | 05/05/2014
A presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Wasmália Bivar, disse nesta segunda-feira, 5, que a decisão de retomar o calendário de divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) foi tomada após a certeza de que os dados ficariam prontos até as datas dos anúncios. "Eu já vinha sendo informada pela diretora (de Pesquisas) em exercício, Zélia Bianchini, que os dados estavam sendo trabalhados pela equipe e que, muito provavelmente, eles estariam prontos no prazo previsto. Hoje, ela trouxe essa certeza para o Conselho Diretor. Com o dado pronto para divulgação, não resta nada à direção do IBGE senão dizer que vamos divulgar", afirmou Wasmália, em entrevista ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

No dia 10 de abril, Wasmália havia comunicado que o calendário de divulgações da nova pesquisa de emprego do instituto, com abrangência nacional, seria suspenso. A medida visava a atender questionamentos de parlamentares sobre a precisão das informações sobre a renda domiciliar per capita para as Unidades da Federação, já que as estimativas servirão como base para o rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), conforme definido na Lei Complementar nº 143/2013.

Segundo a presidente do instituto, a decisão de hoje vale não só para a divulgação do próximo dia 3 de junho (referente ao 1ª trimestre de 2014), mas também para as programadas nos dias 28 de agosto (2º trimestre de 2014) e 6 de novembro (3º trimestre de 2014). "Nós temos um cronograma de trabalho da renda per capita, agora é fazer o acompanhamento diário. É arregaçar as mangas e trabalhar", disse a presidente do IBGE. "A princípio, não tenho nenhum motivo para dizer que não (haverá divulgação), pelo contrário, estou na torcida para que aconteça. É uma questão de ter os recursos humanos necessários para tocar tudo ao mesmo tempo", acrescentou, ressaltando as dificuldades que o instituto enfrenta devido à grande parcela de funcionários em idade de se aposentar (cerca de um terço).

Segundo Wasmália, só nos primeiros quatro meses deste ano 409 funcionários se aposentaram - mais até do que os pouco mais de 370 do ano passado inteiro. Mesmo assim, ela acredita que o IBGE não precisará rever novamente sua decisão de divulgar a Pnad Contínua neste ano. "Todo mundo está trabalhando justamente para evitar que esse tipo de coisa ocorra, seja agora, seja lá na frente", disse.

Nesta terça-feira, 6 de maio, a presidência do IBGE se reúne novamente com o grupo de trabalho e a diretoria de Pesquisas para detalhar o cronograma das atividades de estudo sobre a estimação da renda domiciliar per capita e de divulgação da pesquisa até o fim do ano. "O cronograma existe, mas agora há pequenos detalhes que precisam ficar prontos. Amanhã vou ter mais informações", adiantou.

Crise

O anúncio da decisão de suspender o calendário de resultados da Pnad Contínua em abril levou duas diretoras a pedirem exoneração de seus cargos e detonou uma crise institucional no órgão. Coordenadores e gerentes de áreas estratégicas do IBGE ameaçaram colocar seus cargos à disposição, enquanto funcionários realizaram protestos e sinalizaram a possibilidade de greve.

Para a presidente do IBGE, a reação do corpo técnico precisa ser "de alguma forma louvada". Ela espera que, com a decisão de hoje, as questões internas se resolvam. "Tivemos, sim, uma crise de comunicação entre a diretoria da casa e o corpo técnico, mas acho que não é nada inconciliável num prazo mais longo, até porque nós vamos precisar trabalhar juntos. A formação do grupo de trabalho é um demonstrativo de maturidade de ambas as partes, que vai com certeza gerar bons resultados", afirmou Wasmália.

TAGS