PUBLICIDADE
Notícias

Graça: investimento previsto para 2014 é de US$ 40 bi

13:35 | 12/05/2014
A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, informou nesta segunda-feira, 12, em teleconferência a analistas, que a previsão da empresa para investimentos em 2014 é de US$ 40 bilhões. Segundo ela, a partir dessa projeção e dos investimentos consolidados neste ano, os valores previstos para os próximos anos serão ajustados.

"Os investimentos estão descritos no Plano de Negócios. Para este ano temos um valor de US$ 40 bilhões, e os valores para os anos seguintes poderão ser ajustados a partir daí", explicou.

Ela praticamente descartou a possibilidade de a companhia reduzir investimentos no período 2014-2015. "A probabilidade é mínima. São investimentos já comprometidos", disse.

O ano de 2015, lembrou, será importante para a licitação de plataformas que deverão começar a produzir três a quatro anos à frente. Os investimentos em exploração e produção serão prioridade nesses dois anos.

Graça admitiu, entretanto, a possibilidade de mexer no capex da Petrobras depois de 2015. "Trabalhamos para crescer, mas tem a possibilidade de mexer no capex para depois de 2015", disse.

Os investimentos da Petrobras somaram R$ 20,584 bilhões entre janeiro e março deste ano, montante 4,1% superior ao registrado no mesmo período de 2013. A maior parte dos investimentos foi direcionada à área de Exploração e Produção (E&P), com o equivalente a R$ 13,243 bilhões (64% do total).

Na sequência vem as áreas de Abastecimento, com aporte de R$ 4,985 bilhões (24% do total) no período, e de Gás e Energia, com R$ 1,147 bilhão (6% do total).

Graça Foster terminou a conferência pedindo aos investidores que acreditem na empresa, que tem apresentados "recordes nas áreas operacionais". "Temos uma companhia melhor", afirmou a executiva.

"As condições do ponto de vista econômico são muito boas e as áreas vem superando os desafios operacionais. Temos sido persistentes em trabalho de redução de custos e excelência de gestão. Acreditem na companhia, temos uma companhia melhor", concluiu.

TAGS