PUBLICIDADE
Notícias

Receita ainda espera 1,5 milhão de declarações do IRPF

17:50 | 30/04/2014
A Receita Federal espera receber ainda nesta quarta-feira 1,5 milhão de declarações de Imposto de Renda da Pessoa Física 2114, com dados relativos ao ano passado. Até as 17 horas desta quarta, último dia do prazo de entrega, 25,5 milhões de pessoas prestaram as contas com o Fisco. No total, a Receita espera que sejam enviadas neste ano 27 milhões de declarações. No ano passado, foram entregues pouco mais de 26 milhões.

Durante o dia de hoje, o Fisco recebeu uma média de 300 mil declarações por hora. Segundo a Receita, não houve nenhum tipo de congestionamento no sistema. Os contribuintes podem enviar a declaração até as 23h59min59s desta quarta-feira, 30. Quem perder o prazo terá que pagar multa de pelo menos R$ 165,74 ou até 20% do imposto devido.

Do total de declarações entregues até as 17 horas, apenas 24 mil declarações foram preenchidas por dispositivos móveis, como tablets e celulares. No ano passado, foram 7 mil contribuintes. O secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, reconheceu que a Receita esperava um número maior e afirmou acreditar que o número crescerá nos próximos anos. "Esperávamos mais, mas sabemos que ainda é uma mudança cultural", disse. "A Receita aposta que, no futuro, em termos de tendência, essa dispositivos móveis será a tecnologia dominante. Nos próximos anos vamos aperfeiçoar esses instrumentos."

A entrega deve ser feita pela internet, pelo Programa Gerador de Declaração, que pode ser baixado no site da Receita Federal na internet. Estão obrigados a prestar as contas com a Receita Federal as pessoas físicas que receberam em 2013 rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70 ou tiveram rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil.

A partir do dia 16 de junho, a Receita Federal pagará os lotes de restituição do Imposto de Renda 2014 a partir do dia 16 de junho, segundo o cronograma do órgão. No total, serão sete lotes até 15 de dezembro deste ano.

Têm prioridade no pagamento da restituição pessoas com mais de 65 anos e, em seguida, aqueles que enviaram primeiro a declaração. Para receber o benefício, o contribuinte não pode estar na malha fina ou ter qualquer tipo de pendência na Receita.

TAGS