PUBLICIDADE
Notícias

Caixa vai patrocinar até time da série D

09:50 | 19/04/2014
A Caixa Econômica Federal decidiu mudar a estratégia de patrocínio a times de futebol nesta temporada. Em vez de acrescentar outras equipes da série A à sua carteira de assistidos, o banco estatal procurou equipes da segunda e da terceira divisões para regionalizar a marca, em especial no Norte e Nordeste.

A mudança de rumo foi embasada por uma pesquisa do Ibope que revelou que, mais do que o patrocínio a Corinthians e Flamengo, que contam com as maiores torcidas do País, os brasileiros consideraram positivo o apoio do banco estatal a clubes como o Chapecoense, de Santa Catarina.

O Verdão do Oeste fez sua estreia na elite do futebol nacional depois de uma campanha brilhante na Série B, sem deixar a zona de classificação em momento algum. A Caixa vai liberar em torno de R$ 100 milhões a clubes de futebol nesta temporada, valor que a coloca, de longe, como a maior patrocinadora dos times brasileiros. A cifra é 25% maior do que o banco estatal pretende investir em esportes olímpicos e paralímpicos (R$ 80 milhões) em 2014.

O diretor de marketing da Caixa, Clauir Luiz Santos, disse que o banco decidiu patrocinar times para rejuvenescer a marca. "No futebol, compramos a visibilidade de ter a marca toda quarta e domingo na transmissão dos jogos, em sete dos vinte clubes da primeira divisão. Nos esportes olímpicos e paralímpicos, temos historicamente uma causa a defender", afirmou.

Documentos. Para agregar valor à marca, o banco deixou de lado a lista com todos os pedidos de times da primeira divisão do Brasileirão - a reportagem apurou que, entre os times da série A, só o Fluminense não pediu patrocínio à Caixa - para buscar os novos contemplados no Norte e no Nordeste. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS