PUBLICIDADE
Notícias

Banco Mundial prevê alta estável para Ásia emergente

00:30 | 07/04/2014
As economias em desenvolvimento da Ásia devem crescer a uma média de 7,1% neste ano, amplamente em linha com o desempenho de 2013, informou o Banco Mundial, em relatório publicado sobre o leste da economia asiática duas vezes ao ano. Para a China, a projeção é de crescimento de 7,6%, abaixo dos 7,7% de 2013.

O documento afirmou que, até o momento, a redução no programa de estímulos dos EUA não levou a grandes perdas para os mercados asiáticos. "O crescimento global mais forte neste ano ajudará a região a se expandir a um ritmo relativamente estável, enquanto ela se ajusta a condições financeiras globais mais apertadas", disse Axel van Trotsenburg, vice-presidente do Banco Mundial para o Leste Asiático.

Ainda assim, o crescimento deste ano é inferior à taxa média de 8% entre 2009 e 2013. O banco explicou que as projeções podem estar em risco se o retorno ao crescimento nas economias desenvolvidas decepcionar. Um aumento acelerado nas taxas de juros globais também pode prejudicar as estimativas.

O relatório também ressaltou os elevados níveis de dívida das famílias em países como Indonésia, Tailândia e Malásia, que podem se tornar ainda piores com o aumento global nas taxas de juros.

Ao mesmo tempo, o Banco Mundial afirmou que as taxas de câmbio flexíveis ajudam a região a lidar com esses choques. À medida que o capital sai dos países, a moeda perde valor e pressiona as importações, reduzindo o déficit em conta corrente. Além disso, a maioria dos países possui reservas cambiais adequadas para suportar choques temporários na balança comercial, afirmou o documento.

Mas, no longo prazo, o Banco Mundial sugeriu que essas economias conduzam reformas estruturais para melhorar o crescimento potencial. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS