PUBLICIDADE
Notícias

Alusa já pode operar com a iluminação pública de Fortaleza

11:17 | 25/04/2014

O auditor-substituto de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), David Santos Matos, revogou duas cautelares que havia concedido e que dizem respeito à Prefeitura de Fortaleza.

A primeira suspendia contrato com a empresa Alusa, relacionado à iluminação pública. David Santos adotou a medida ao receber informações da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos e, assim, liberou os contratos feitos pela gestão com a Alusa.

A segunda cautelar dizia respeito à suspensão do contrato da Diógenes Bay Importadora com a Prefeitura de Fortaleza, no âmbito da tecnologia da informação. David Santos revogou cautelar, após receber também informações da Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão de Fortaleza. Com isso, o contrato com a Diógenes Bay Importadora está valendo.

Essas decisões estão publicadas no Diário Eletrônico do Tribunal de Contas dos Municípios.

Blog do Eliomar

TAGS