PUBLICIDADE
Notícias

Incorporadora dá calote em empréstimos na China

03:20 | 18/03/2014
A Zhejiang Xingrun Real Estate, incorporadora localizada em uma pequena cidade da China, não conseguiu pagar quase US$ 400 milhões em empréstimos bancários, um calote incomum pelo tamanho e mais um sinal de estresse na economia chinesa.

Oficiais do governo de Fenghua se reuniram nos últimos dias para determinar como lidar com a dívida bancária de 2,4 bilhões de yuans (US$ 388 milhões) da Zhejiang Xingrun e para conduzir a venda de terrenos da empresa, disse uma fonte no escritório de assuntos financeiros da cidade. Ligações para o escritório não foram atendidas.

Calotes entre as milhares de incorporadoras de imóveis na China não são eventos raros. No entanto, os problemas da Zhejiang Xingrun ocorrem em um momento no qual credores e investidores já estão preocupados com uma economia em desaceleração e o efeito que pode haver em outras empresas que tomaram muitos empréstimos nos últimos anos.

No início deste mês, a fabricante de equipamentos solares Shanghai Chaori Solar Energy Science & Technology se tornou a primeira empresa chinesa a dar um calote no mercado doméstico de bônus corporativos.

As incorporadoras têm sido fonte de preocupação, já que muitas tomaram empréstimos nos últimos anos para comprar terrenos e construir imóveis, aproveitando-se da alta nos preços do setor. Nos últimos meses o governo tem tomado medidas para frear a valorização imobiliária e os bancos restringiram o acesso ao crédito. Agora, incorporadoras afirmaram que dependem mais de crédito de outras instituições, que tipicamente cobram taxas de juros mais elevadas.

A Zhejiang Xingrun é uma incorporadora pequena, sem listagem de ações na Bolsa de Xangai. A sede da empresa é em Fenghua, uma pequena cidade a cerca de 30 quilômetros da cidade de Ningbo, em Zhejiang, que possui uma população de cerca de 500 mil. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS