PUBLICIDADE
Notícias

Aneel diz que leilão de Três Irmãos foi 'um sucesso'

11:00 | 28/03/2014
O diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, utilizou a expressão "sucesso do sucesso" para classificar o leilão de Três Irmãos, realizado na manhã desta sexta-feira, 28, em São Paulo. Segundo ele, o sucesso vem da existência de um vencedor no primeiro leilão realizado sob a nova lei, envolvendo ativos cuja concessão venceu ou está a vencer. Além disso, ele destacou a presença de investidores privados no consórcio Novo Oriente, vencedor do leilão. "Classifico a manhã de hoje como sucesso do sucesso", disse Pepitone. O leilão foi encerrado em aproximadamente um minuto e recebeu uma única proposta.

O parceiro privado citado pelo diretor da Aneel é o fundo de investimento Constantinopla, formado por cinco cotistas, todos de capital nacional. De acordo com o gestor do fundo, Eduardo Borges, nenhum dos cotistas é institucional. Ou seja, o grupo não conta com a participação de fundos de pensão ligados ao governo brasileiro.

O Constantinopla detém participação de 50,1% do consórcio. Furnas detém os 49,9% restantes. Borges não revelou o nome dos participantes do fundo de investimentos, limitando-se a dizer que o grupo é formado por investidores qualificados, financeiros e de empresas estratégicas do setor. Uma dessas seria uma importante operadora de ativos de geração.

A usina leiloada hoje é operada até este momento pela Cesp. Pepitone destacou que outra usina, de Jaguara, também já teve a concessão vencida. Podendo ser, assim, o próximo ativo a ser leiloado. Em 2015, outros sete empreendimentos terão a concessão encerrada, representando um total de 7.512 MW de capacidade. É o caso das usinas de Capivari, Ilha Solteira, Jupiá, Itatinga, Salto Grande, São Simão e Três Marias. Outras duas concessões têm prazo a vencer em 2016 e 2017, uma em cada ano.

TAGS