PUBLICIDADE
Notícias

MB Associados: sinal é de desaceleração da economia

10:30 | 27/02/2014
O economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale, avaliou como positivo o crescimento de 0,70% do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre de 2013 em relação ao anterior, com ajuste sazonal. O crescimento veio acima do previsto pela MB, de avanço de 0,20%. Em entrevista ao Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, o economista disse que o resultado "não deixa de ser uma surpresa boa". Segundo ele, o comportamento da indústria veio dentro do previsto, mas a "parte de serviços, com destaque para comércio e transportes, veio um pouco acima do imaginado e jogaram os números um pouco para cima", argumentou.

Vale ressaltou que o avanço de 1,90% do PIB no quarto trimestre também veio melhor do que o previsto por ele, de alta de 1,20%, mas ponderou que a sinalização continua sendo de desaceleração da economia. Ao avaliar todos os segmentos abertos do PIB na comparação com trimestres anteriores, ele afirma que o número do último trimestre de 2013 veio "bem", mas ainda não dá uma indicação de que, de fato, o País está entrando em recuperação.

"A alta de 0,70% e mesmo as projeções do mercado davam a ideia de que estava tendo uma retomada do crescimento, depois da queda no terceiro trimestre, de um cenário de quase recessão. O resultado de hoje anula um pouco esse dado ruim, mas não a percepção negativa para o ano como um todo", avaliou, acrescentando que mantém a projeção de alta de 1,60% para o PIB fechado de 2014.

De acordo com Vale, por mais que os dados do PIB do quarto trimestre e de 2013 tenham apresentado resultados um pouco melhores, a sinalização da economia ainda é de desaceleração, associada a uma percepção de que a taxa de inflação acumulada em 12 meses está "relativamente tranquila", girando abaixo de 6,00% nos próximos meses. "Colocando esses dois pesos, acredito que o Banco Central pode, no máximo, sinalizar com mais um aumento de 0,25 ponto porcentual. No entanto, estamos apostando que o ciclo tenha terminado (fevereiro), mas vamos esperar a ata (na quinta-feira que vem)", disse.

TAGS