PUBLICIDADE
Notícias

Atividade econômica recuou 0,17% no 4º trimestre, diz BC

07:50 | 14/02/2014
O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou queda de 0,17% no quarto trimestre do ano passado em relação ao trimestre anterior, no dado com ajuste. O indicador avançou de uma média mensal de 145,66 pontos entre julho e setembro para 145,42 pontos entre outubro e dezembro de 2013.

Levantamento do AE Projeções mostrava intervalo entre queda de 0,20% a crescimento de 0,40% na comparação entre o quarto e o terceiro trimestres de 2013, com mediana de estabilidade (variação zero).

Na comparação com o mesmo período de 2012, o IBC-Br passou de 142,74 pontos para 145,04 pontos, com uma variação de 1,62% (dado sem ajuste) no período. Nesse caso, a mediana das projeções era de +1,70%, gerada a partir do intervalo de alta de 1,40% a 2,10%.

Em dezembro, o IBC-Br caiu 1,35% ante novembro de 2013, após registrar queda de 0,64% em novembro ante outubro (dado revisado), na série com ajuste sazonal. O número passou de 145,76 pontos em novembro para 143,79 pontos em dezembro, na série dessazonalizada.

A queda do IBC-Br foi maior do que a mediana das projeções dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE Projeções, de -1,20%, e ficou dentro do intervalo das estimativas (-2,00% a -0,40%).

Na comparação entres os meses de dezembro de 2013 e de 2012, houve elevação de 0,71% na série sem ajustes sazonais, com o dado de dezembro do IBC-Br terminando em 139,46 pontos. O indicador de dezembro de 2013 ante dezembro de 2012 ficou abaixo da mediana (+1,00%) e dentro do intervalo das previsões (-0,42% A +1,90%) dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE Projeções.

Os dados de dezembro foram influenciados pelos resultados da produção industrial e do comércio, que tiveram retração no fim do ano passado, conforme informou recentemente o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Revisão

O BC revisou os dados do IBC-Br na série com ajuste sazonal para 2013. Para novembro, foi revisto para -0,64%, ante -0,31% na primeira divulgação. Para outubro de 2013, foi revisado para +0,60%, ante +0,71%. Para setembro, foi revisto para +0,16%, ante -0,03%. Para agosto de 2013, foi alterado para +0,01%, ante taxa de +0,05%. Para julho, foi revisto para -0,29%, ante -0,21% na divulgação anterior.

Os números do IBC-Br no primeiro semestre de 2013 também foram revisados, na comparação mensal. Para junho, foi alterado para +0,70%, ante +0,74% na divulgação anterior. Para maio de 2013, foi alterado para -1,35%, ante taxa de -1,27%. Para abril, foi revisto para +0,89%, ante +0,96% na divulgação anterior.

Também houve revisão dos dados mensais de março (de +0,97% para +0,88%), fevereiro (de -0,29% para -0,26%) e janeiro (de +1,23% para +0,85%).

TAGS