PUBLICIDADE
Notícias

China aprofundará reformas para assegurar crescimento

16:25 | 08/06/2013
O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, disse que o país aprofundará sua reforma econômica para garantir o crescimento neste ano, incluindo mais aproveitamento do consumo e investimentos privados para impulsionar a economia.

A economia chinesa tem estado basicamente estável até agora neste ano e o crescimento ainda está "dentro de uma faixa razoável e relativamente alta", afirmou Li em um encontro econômico. "Mas as complicações estão aumentando, e o governo precisa monitorar de perto qualquer flutuação no desdobramento econômico."

Os comentários foram feitos após o crescimento econômico da China continuar em uma tendência de queda e desacelerar para 7,7%, em bases anuais, no primeiro trimestre. Os principais lideranças do país indicaram que ainda podem tolerar um crescimento mais baixo e que darão mais importância à qualidade do crescimento e reforma econômica. A meta de crescimento chinês é de 7,5% para 2013.

"As abordagens científicas são necessárias para assegurar as metas sociais e econômicas deste ano", afirmou Li, acrescentando que a China continuará a relaxar o controle sobre o potencial de consumo e de capital privado no estímulo à economia.

Ele reiterou a importância de vitalizar o mercado e a economia e instou o governo a cortar gastos administrativos e aumentar os gastos em melhorias para a vida da população.

O crédito deveria ser usado para sustentar a economia enquanto o excesso de capacidade industrial deveria ser abordado", ressaltou o primeiro-ministro. A China também estudará medidas que possam beneficiar o crescimento no curto e no longo prazo, bem como reformas da China, acrescentou.

TAGS