PUBLICIDADE
Notícias

Custo de energia para siderúrgicas cai até 4%

12:11 | 07/05/2013
NULL
NULL
A promessa de queda do preço da energia elétrica da ordem de até 28% para as indústrias não está sendo verificada nas siderúrgicas, que estimam queda de "no máximo 4%", segundo o vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil (Iabr), Benjamim Mario Baptista.

O preço da energia, junto com a tributação e a valorização cambial do real foram fatores apontados por executivos do Iabr como as principais causas das dificuldades do setor, que trabalha com apenas 71% da sua capacidade e fechou o primeiro trimestre com queda de 4,4% na produção.

De acordo com o presidente do Iabr, Marco Polo de Mello Lopes, o câmbio ideal para reativar as indústrias brasileiras, e não apenas as siderúrgicas, seria de R$ 2,4 em relação ao dólar. Atualmente, o dólar gira em torno de R$ 2.

"O Brasil ficou caro pelas assimetrias de competitividade. Corrijam-se essas distorções e ficaremos competitivos", disse Lopes. As informações são da Folha de São Paulo.

Redação O POVO Online

TAGS