PUBLICIDADE
Notícias

Demissões anunciadas nos EUA caem 11% em março

10:22 | 04/04/2013
As demissões anunciadas por grandes empresas dos EUA caíram 11% em março em relação a fevereiro, para 49.255, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira pela consultoria Challenger, Gray & Christmas. Na comparação anual, no entanto, o número de demissões subiu 30% em março.

No primeiro trimestre deste ano, os empregadores anunciaram 145.041 demissões, alta de 5,6% ante os três meses anteriores e de 1,4% na comparação com igual período de 2012. O dado trimestral é o mais elevado desde o terceiro trimestre de 2011, quando 233.258 vagas foram fechadas.

No relatório de hoje, a Challenger comenta que cortes de gastos do governo deverão resultar em mais demissões. O número de vagas do governo fechadas em março ficou em 1.448. Além disso, os cortes de gastos já começam a afetar a indústria aeroespacial e defesa, que no mês passado eliminou 3.921 empregos.

Já o setor de varejo anunciou 16.445 demissões em março, ante apenas 2.279 vagas eliminadas em fevereiro.

No trimestre, os varejistas cortaram 25.400 empregos. Mas a liderança foi do setor financeiro, que eliminou 33.819 vagas nos primeiros três meses do ano, 3.517 das quais apenas em março. As informações são da Dow Jones.

TAGS