PUBLICIDADE
Notícias

Senado dos EUA introduz legislação sobre financiamento

01:50 | 12/03/2013
Os parlamentares do Senado dos Estados Unidos apresentaram uma legislação na segunda-feira à noite que se esquiva do financiamento de dois dos programas do presidente Barack Obama sob a Affordable Care Act e a revisão de regulamentação financeira Dodd-Frank.

O projeto conta com apoio bipartidário e deve ser aprovado pelo Senado.

Apesar de controlar o Senado, os democratas optaram por evitar uma disputa com os republicanos e não tentaram incluir o financiamento para programas que expandem a supervisão regulamentaria do setor financeiro e para determinados programas no âmbito do projeto de lei de saúde de 2010.

Em vez disso, os democratas aceitaram um projeto que foi aprovado na Câmara dos Representantes que estendia o financiamento do governo federal nos níveis atuais e o revisava apenas adicionando financiamentos específicos para agências como o Departamento de Segurança Interna e os Departamentos de Comércio e Justiça. O projeto de lei inclui o impacto de US$ 85 bilhões de cortes no orçamento, que começaram a ser implementados em 1 de março.

Assessores democratas do Senado disseram que esperam obter a aprovação da legislação até o final da semana, quando, em seguida, ele retorna à Câmara para nova votação. Um assessor sênior da Câmara disse que é muito cedo para determinar se haverá quaisquer problemas que pressionem o projeto revisado para Câmara novamente.

Os líderes republicanos do Senado estão mantendo os membros de seu partido na Câmara informados sobre as alterações no projeto de lei para evitar obstáculos de última hora. Eles desejam enviar o projeto para o presidente antes do prazo estabelecido de 28 de março.

Os líderes do Congresso de ambos os lados têm afirmado nos últimos dias que eles têm pouco apetite para um confronto que poderia colocar em risco uma paralisação do governo por causa de outras crises fiscais, o que quase descarrilou a economia dos EUA nos últimos dois anos.

Se o projeto for aprovado no Senado e na Câmara, a atenção se deslocará para duas propostas sobre o ano fiscal de 2014, que devem ser revelados por republicanos da Câmara e democratas do Senado nesta semana. Eles devem propor uma visão muito diferente do papel do governo na próxima década e a urgência com que os déficits orçamentários federais precisam ser resolvidos. As informações são da Dow Jones.

TAGS