PUBLICIDADE
Notícias

Patriota nega em carta ao Senado atuação por estaleiro

21:41 | 25/03/2013
Em carta enviada ao presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Ricardo Ferraço (PMDB-ES), o ministro das Relações Exteriores, Antônio de Aguiar Patriota, negou que a embaixada do Brasil em Cingapura tenha atuado para que o estaleiro Jurong Aracruz fosse transferido do Espírito Santo para o Porto do Açu, no Rio de Janeiro, empreendimento do empresário Eike Batista.

Há duas semanas, parlamentares capixabas acusaram o embaixador do Brasil naquele país, Luís Fernando Serra, de atuar pela transferência do empreendimento. Segundo denunciaram, o diplomata teria dito a integrantes do governo capixaba que agia por orientação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Os dois ministros negaram a acusação.

Na carta a Ferraço, Patriota diz que conversou com o embaixador na última sexta-feira (22). "Posso assegurar a Vossa Excelência, com base na apuração a que procedi, não ter havido qualquer favorecimento de investimentos privados em benefício de um Estado e em detrimento de outro Estado brasileiro", diz o documento. E acrescenta "em nenhuma hipótese" as embaixadas brasileiras influenciam a tomada de decisão de investimentos estrangeiros no Brasil.

Patriota deverá ir à comissão no próximo dia 4 para prestar esclarecimentos. Na semana passada, foi aprovado requerimento para que o embaixador também compareça, mas a data ainda não foi marcada.

TAGS