PUBLICIDADE
Notícias

Ceará é o segundo estado com maior crescimento na produção industrial em janeiro

Atrás apenas do Paraná, o Ceará apresentou aumento de 9,3% de dezembro de 2012 a janeiro de 2013

10:56 | 13/03/2013
O Ceará é o segundo estado, dos 14 pesquisados, com maior crescimento (9,3%) em produção industrial de dezembro de 2012 para janeiro de 2013, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O único estado à frente do Ceará é o Paraná, com aumento de 11,3%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional), divulgada nesta quarta-feira, 13.

Segundo Pedro Jorge Viana, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), esse resultado não é tão relevante, pois a base de cálculo de comparação é "muito baixa".

"Esse cáculo leva qualquer movimento ascendente a apresentar valores bastante razoáveis. Não é um fenômeno. O Ceará não extrapolou expectativas", afirma. Segundo Viana, os setores que mais sofreram em 2012, como o têxtil e o de calçados, devem apresentar melhores aumentos neste início de ano.

"A própria construção civil, que perdeu um pouco ritmo, esse ano também vai apresentar resultados bastante razoáveis", acrescenta. Entretanto, ele afirma que houve uma mudança de rumo e a indústria do Ceará começou a apresentar "comportamentos positivos".

"O ano passado foi muito ruim para a nossa indústria. O resultado da pesquisa (do IBGE) nos leva a admitir que esse ano será bem melhor que o de 2012. Primeiro porque a economia brasileira e mundial está apresentando sinais de recuperação. O Governo Federal está tomando medidas para beneficiar a economia, especialmente a produção."

Outros estados

Com o maior aumento, o Paraná recuperou parte da perda de 9,2%, acumulada nos meses de novembro e dezembro. Outros estados que tiveram bom desempenho são o Rio Grande do Sul (7,1%) e o Rio de Janeiro (3,1%), que também apontaram crescimento acima da média nacional (2,5%). Por outro lado, Goiás (-4,9%), Pará (-3,1%), Bahia (-2,1%), Pernambuco (-1,0%) e Espírito Santo (-0,5%) registraram as quedas no início do ano.

Na comparação com janeiro de 2012, a produção industrial nacional avançou 5,7% em janeiro de 2013, com dez dos 14 locais pesquisados apontando crescimento na produção. Nesse mês, as expansões mais intensas foram observadas no Ceará (15,4%), Rio de Janeiro (13,0%) e Minas Gerais (10,1%).

Segundo o IBGE, esse crescimento foi impulsionado em grande parte pelos setores de produtos têxteis (tecidos de malha sintética e de algodão), alimentos e bebidas (castanha de caju torrada, biscoitos, bolachas, refrigerantes, cervejas e chope), calçados e artigos de couro (calçados de material sintético de uso feminino) e minerais não-metálicos (cimentos “Portland”).

A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página do IBGE.

Redação O POVO Online

TAGS