PUBLICIDADE
Notícias

Produção de embalagens deve crescer até 2% em 2013

10:30 | 26/02/2013
A produção da indústria de embalagens deve encerrar este ano em crescimento de até 2% na comparação com 2012. A projeção é da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que elabora os estudos do setor a pedido da Associação Brasileira de Embalagem (Abre). A receita dos fabricantes, medida pelo valor da produção física de embalagens, deve ser de aproximadamente R$ 48 bilhões, ante R$ 46,1 bilhões de 2012.

A previsão do coordenador de análises econômicas do Instituto Brasileiro de Economia da FGV e do estudo, Salomão Quadros, é de que a produção cresça aproximadamente 2,5% no primeiro semestre, em decorrência da fraca base de comparação do ano passado.

No segundo semestre, as projeções oscilam entre um crescimento levemente acima de 0% e alta de até 1,5%. Dessa forma, o resultado anual cresceria entre pouco menos de 1,5% e 2%. A diferença entre os números é sustentada nas incertezas quanto aos rumos da política econômica brasileira e da inflação.

Um cenário considerado menos provável, mas ainda assim possível, sugere que a produção de embalagens cresceria até 1% neste ano caso a produção nacional venha a apresentar enfraquecimento durante o primeiro semestre.

TAGS