PUBLICIDADE
Notícias

Procura por crédito recuou 3,1% em 2012, segundo Serasa

12:27 | 11/01/2013
O número de pessoas que buscaram crédito em todo o País recuou 3,1% no acumulado em 12 meses até dezembro de 2012, na comparação com igual período de 2011, informou nesta sexta-feira a Serasa Experian. O desempenho foi o pior anual de toda a série histórica do Indicador da Demanda do Consumidor por Crédito, iniciada em 2007.

O pior desempenho pertencia à baixa de 1,2% ocorrida em 2009, até então único ano de declínio do dado, "quando a economia brasileira experimentou um período recessivo por causa dos reflexos da crise financeira internacional deflagrada em setembro de 2008", justificou a empresa por meio de nota. Na comparação de dezembro com novembro de 2012, houve alta de 0,3%.

A demanda do consumidor por crédito apresentou dois comportamentos distintos em 2012: queda nos três primeiros trimestres e início da recuperação a partir do quarto trimestre do ano. O indicador caiu 6,8% no primeiro trimestre, 7,9% no segundo e 3,1% no terceiro, para encerrar o quarto com alta de 6%.

Os economistas da Serasa observaram que o recuo nos primeiros nove meses de 2012 foi determinado pela escalada da inadimplência e pelos elevados graus de endividamento e de comprometimento da renda do consumidor.

A queda acumulada da demanda do consumidor por crédito em 2012 foi registrada nas regiões Sul (-5,6%), Centro-Oeste (-4,4%) e Sudeste (-4,2%). Já a expansão do indicador se deu no Norte (4,8%) e Nordeste (1,7%).

Renda

Apenas os consumidores que ganham até R$ 500 por mês aumentaram a procura por crédito no acumulado em 12 meses até dezembro de 2012, cuja alta foi de 4,9% em relação ao mesmo período de 2011. Houve queda para quem ganha entre R$ 500 e R$ 1 mil mensais (-3,4%), entre R$ 1 mil e R$ 2 mil (-4,1%), entre R$ 2 mil e R$ 5 mil (-5,4%), entre R$ 5 mil e R$ 10 mil (-5,6%) e entre quem ganha mais de R$ 10 mil por mês (-5,2%).

TAGS