PUBLICIDADE
Notícias

Fifa custeará infraestrutura de telecomunicações

13:26 | 28/01/2013
O Ministério das Comunicações e a Federação Internacional de Futebol (Fifa) assinaram nesta segunda-feira, 28, acordo que estabelece as obrigações na área de telecomunicações para a Copa do Mundo de 2014, que será sediada no Brasil. O acordo definiu que o governo federal será responsável por toda a infraestrutura fixa, que ficará como legado ao país, enquanto a Fifa custeará o que será usado apenas durante o Mundial. De acordo com o titular da pasta, o que ficará no Brasil antes e depois da Copa será de responsabilidade do ministério. Já sobre o que será usado durante o evento fica na responsabilidade da Fifa e por ela será pago. A previsão, até o momento, é que o governo federal desembolse R$ 380 milhões. Do total, R$ 200 milhões foram repassados ao orçamento de 12 redes metropolitanas. Os outros R$ 180 milhões, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) destinará para reforço, treinamento, equipamentos, rede, entre outros. %u201CAinda tem orçamento sendo fixado%u201D, destacou Bernardo. Destacando a importância da área de comunicação para a Copa, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, ressaltou a necessidade de se cumprir todos os prazos para se garantir a eficiência do Mundial %u201CEstamos trabalhando para que tudo fique pronto a tempo. Insistimos nos eventos testes para resolver possíveis problemas. Alguns estádios serão entregues apenas no final deste ano. Mas tem que entregar no prazo, para que todo o trabalho a seguir tenha prazo suficiente.%u201D Sobre a segurança dos estádios, diante da tragédia que ocorreu ontem, 27, no município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em que 231 pessoas morreram vítimas de incêndio, Valcke lamentou o ocorrido, mas garantiu que o esvaziamento rápido dos estádios é um dos requisitos básicos na organização da Copa. A evacuação em poucos minutos nos estádio durante o evento é um dos requisitos, afirmou o secretário-geral da Fifa. Na última sexta-feira, 25, a Telebras, responsável pela infraestrutura de telecomunicações da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014, divulgou que 74% das obras executadas nas seis cidades-sede (Brasília, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Fortaleza) estão concluídas. Com relação às demais %u2013 São Paulo, Cuiabá, Natal, Manaus, Curitiba e Porto Alegre %u2013 o percentual de execução fica em 20%, atualmente em fase de licenciamento e projeto executivo. Ao todo, serão disponibilizados mais de 1,2 mil quilômetros (km) de fibra óptica nas regiões metropolitana das 12 cidades-sede, construídos 780 km de fibra óptica, com o uso, inclusive, de redes de fibras já implantadas e ativação de mais de 47 pontos de Presença (POPs), que são subestações de dados. Com informações da Agência Brasil. Redação O POVO Online

TAGS