PUBLICIDADE
Notícias

Fifa baixará custos em estruturas provisórias das copas das Confederações e de 2014

17:46 | 30/01/2013
A Federação Internacional de Futebol (Fifa) aceitou flexibilizar as exigências referentes às instalações provisórias que serão montadas para a Copa das Confederações e para a Copa de 2014, com o objetivo de baixar os custos em até 15%. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 30, pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, durante a apresentação do cartaz oficial da Copa de 2014.

As instalações provisórias são equipamentos como tendas e salas desmontáveis, que servem de apoio aos funcionários e à imprensa durante o evento, mas que não precisam ser incluídas nos projetos permanentes dos estádios, para não encarecer ainda mais os custos.

O secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernando, explicou que o objetivo é adequar os gastos com as estruturas com os preços normalmente praticados pelo mercado, pois os orçamentos preliminares estavam apontando valores muito superiores.

Segundo ele, desde o início, o compromisso com a montagem das instalações temporárias necessárias para o evento foi assumido pelas cidades-sede, que firmaram documento com a Fifa para ter direito de sediar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.

“Só que, quando esse acordo foi firmado, os valores ainda não estavam dimensionados. Numa primeira tomada de preço, os [valores do] mercado estavam bem acima do que se previa e bem acima do custo de instalações temporárias em eventos semelhantes”, disse.

Segundo ele, o governo brasileiro - em conjunto com o Comitê Organizador Local, com a Fifa e com as cidades-sede – tomou a iniciativa no sentido de intervir para reduzir eventuais exigências que talvez não fossem tão críticas para a Copa das Confederações. “Era importante dar aos fornecedores um sinal claro de que não serão tolerados eventuais abusos de preços nas instalações temporárias”.

O cartaz da Copa de 2014 mostra um mapa do Brasil formado por duas pernas de jogadores de futebol disputando uma bola, além de trazer no alto imagens que remetem a características brasileiras, como plantas, animais e símbolos regionais, incluindo grãos de café, uma baiana, o jogo de capoeira, um pandeiro e uma cuia de chimarrão.

A peça publicitária foi apresentada pelos embaixadores da Copa de 2014, todos ex-jogadores de futebol campeões do mundo: Amarildo (Copa de 1962), Carlos Alberto Torres (1970), Bebeto (1994) e Ronaldo Nazário (1994 e 2002). Mario Lobo Zagallo, que também é embaixador da Copa, não participou da cerimônia, mas enviou um vídeo saudando a todos. Além deles, faz parte do grupo a jogadora Marta, escolhida cinco vezes a melhor do mundo.

Agência Brasil

TAGS