PUBLICIDADE
Notícias

Demanda de empresas por crédito caiu 5,2%, diz Serasa

11:09 | 22/01/2013
A demanda total das empresas por crédito teve recuo de 5,2% em 2012 ante 2011, aponta o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito divulgado nesta terça-feira. Esse foi o pior resultado do levantamento em toda a série histórica, iniciada em 2008, e o primeiro recuo anual do indicador desde 2009, quando o País ainda sentia os impactos da crise econômica global, deflagrada no ano anterior. Na época, a queda foi de 4,4%.

De acordo com economistas da Serasa Experian, o enfraquecimento do crescimento econômico doméstico, apesar do conjunto de medidas fiscais e monetárias de estímulo adotadas ao longo de 2012, e as adversidades do cenário internacional foram os principais responsáveis para que a demanda das empresas por crédito apresentasse o seu pior resultado de toda a série.

As empresas que mostraram o maior recuo no ano passado foram as de micro e pequeno porte, que tiveram queda de 6,2% ao longo de 2012. As médias, por outro lado, tiveram alta de 11,5% e as de grande porte subiram 14,6%.

De acordo com o economista do Serasa Experian, Luiz Rabi, essa diferença é explicada pelo fato de que cerca de 90% das empresas que buscam crédito são de micro e pequeno porte. "O indicador, no entanto, não dá informação do volume financeiro, e sim de quantas empresas fizeram consultas e do crédito mercantil", explicou.

Economistas do Serasa ressaltam ainda que o aumento na busca por crédito pelas grandes empresas é explicado pelo fato de que em momentos de maior instabilidade no cenário externo essas empresas deixam de contar com algumas fontes mais baratas de financiamento (mercado de capitais, emissões diretas no exterior etc.) e aumentam a sua busca por crédito junto às fontes bancárias domésticas, deslocando a demanda por crédito das micro e pequenas empresas. "Este movimento, que havia ocorrido em 2009, acabou também se verificando em 2012", diz comunicado da entidade.

Entre os setores empresariais, serviços foi o que apresentou o menor recuo na demanda das empresas por crédito, com queda de 3,5% em comparação com 2011. O setor industrial, a despeito das medidas de incentivo fiscal do governo, teve queda de 5,3%. O comércio recuou 6,7%. Na comparação mensal, o mês de dezembro teve queda na demanda por crédito de 14,1%. Em relação a dezembro de 2011, o último mês do ano passado registrou queda de 13,5%.

TAGS