PUBLICIDADE
Notícias

Com reajuste de 6,2%, seguro-desemprego chega a R$ 1.235,90

Alteração do fator de correção diminuiu o percentual do reajuste. Em 2012, aumento foi de 14, 128%

12:01 | 11/01/2013
NULL
NULL

O reajuste do seguro-desemprego em 2013 será menor do que o do ano passado, segundo o índice de correção do benefício publicado nesta sexta-feira, 10, no Diário Oficial da União (DOU). De acordo com a portaria do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), o aumento será de 6,20%, ante 14, 128% em 2012.

O índice para a correção deste ano corresponde à inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulada ano passado e divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


SAIBA QUEM TÊM DIREITO AO BENEFÍCIO


O cálculo do benefício em 2013 ainda levará em consideração o valor do mínimo do mês imediatamente anterior, para o seguro pago até o dia 10 de cada mês; e o valor do mínimo do mês em questão, para os benefícios pagos após o dia 10. Com o reajuste, o valor máximo do seguro-desemprego será elevado de R$ 1.163,76 a R$ 1.235,90.

Valores
A partir da próxima semana, os trabalhadores que tiverem média salarial anterior à demissão de até R$ 1.090,43 o benefício será o equivalente a 80% da média. Assim, quem possuir salário de R$ 1.000, receberá R$ 800 de benefício. Se a média for de R$ 1.090,43, o benefício será de R$ 872,34.

Àqueles cuja média dos três últimos salários for de R$ 1.090,44 a R$ 1.817,56 o benefício será de R$ 872,34 mais 50% da diferença entre R$ 1.090,43 e a média salarial do trabalhador. Assim, um trabalhador com média salarial de R$ 1.500 irá receber R$ 1.077,12 de seguro-desemprego.

Aqueles que tiverem média dos três últimos salários anteriores à demissão superior a R$ 1.817,56 terá direito a um seguro-desemprego de R$ 1.235,90.Com informações da Agência Brasil.

Redação O POVO Online

TAGS