PUBLICIDADE
Notícias

Agência Nacional suspende 225 planos de saúde de 28 operadoras

09:46 | 10/01/2013
NULL
NULL

Atualizada às 10h50

Um total de 28 operadoras de saúde não poderão comercializar 225 planos de saúde em todo o País. As empresas foram punidas por não cumprirem os prazos máximos de atendimento aos seus beneficiários. Esta é a terceira vez que a Agência Nacional de Saúde e o Ministério da Saúde adotam esta medida.

Entre os planos punidos, há 1,9 milhão de clientes (4% do total de clientes do setor). As vendas estão suspensas a partir da próxima segunda-feira, 14.

Confira a lista dos planos de saúde suspensos

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, explicou que os clientes dos planos suspensos continuarão com todos os seus direitos garantidos. A proibição será para novos planos. "Enquanto o plano não cumprir as determinações, não poderá ter novos usuários", explica.

Segundo Padilha, os efeitos das punições são positivos. No primeiro ciclo de fiscalização, foram punidas 38 operadoras. No atual, foram 28. Além disso, aumentou o número de reclamações dos usuários. Passou de 2 mil para mais de 10 mil reclamações.

Direção Técnica

O diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), André Longo, explicou que 16 operadoras tiveram comportamento negativo em todo o ano. Por isso, entrarão em rito de direção técnica.

Na próxima segunda-feira, 14, as empresas receberão a notificação. Elas terão um prazo de até 15 dias para entregar um plano de melhoramento. Se o planejamento não for favorável, a empresa vai receber um diretor técnico. Durante um período de até seis meses, o diretor vai acompanhar o funcionamento dos planos de saúde e um plano de recuperação.

A operadora pode inclusive perder o plano de saúde. "A operadora pode vir a transferir seus usuários caso não atenda às exigências", detalhou Longo.

Segundo o ministro Padilha, entre as demandas estão a ampliação da rede de atendimento, credenciamento de médicos, laboratórios ou organizar melhor a central de agendamento.

Além disso, 13  operadoras assinarão termo de compromisso com a ONS para melhorar os serviços. No período, 18 operadoras com planos suspensos na avaliação anterior foram autorizadas a reativar a venda de 45 planos.

Teresa Fernandes

TAGS