PUBLICIDADE
Notícias

Desemprego em novembro é o menor para o mês desde 2002

09:48 | 21/12/2012
A taxa de desemprego de 4,9% em novembro foi a mais baixa para o mês desde o início da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, em 2002, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa também foi a segunda menor de toda a série histórica, ficando acima apenas da registrada em dezembro de 2011, de 4,7%. Em outubro deste ano, a taxa de desemprego ficou em 5,3%. Em novembro de 2011, a taxa foi de 5,2%.

A população desocupada no mês de novembro chegou a 1,2 milhão, resultado que representa uma queda de 8,0% em relação ao mês de outubro. O número equivale ainda a menos 106 mil pessoas procurando trabalho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a novembro de 2011, houve recuo de 3,5%, ou o equivalente a menos 44 mil pessoas à procura de emprego.

Na outra ponta, a população ocupada somou 23,5 milhões em novembro, um aumento de 0,4% sobre outubro, o que equivale a 98 mil pessoas a mais empregadas. Na comparação com novembro de 2011, foi registrado aumento de 2,8%, ou 634 mil ocupados a mais.

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado ficou em 11,4 milhões em novembro, um recuo de 0,2% em relação a outubro, número que representa 26 mil empregados formais a menos. Na comparação com novembro de 2011, houve expansão de 2,5%, um adicional de 278 mil postos de trabalho formais.

Massa de renda

A massa de renda real habitual dos ocupados no País somou R$ 42,8 bilhões em novembro, um aumento de 1,0% em relação a outubro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com novembro de 2011, a massa cresceu 8,3%.

Já a massa de renda real efetiva dos ocupados totalizou também R$ 42,8 bilhões em outubro, uma alta de 0,9% em relação a setembro. Na comparação com outubro de 2011, houve aumento de 8,7% na massa de renda efetiva. O rendimento médio real dos trabalhadores em novembro foi de R$ 1.809,60, contra R$ 1.795,41 em outubro.

TAGS