PUBLICIDADE
Notícias

Alta de commodities afeta até preço da cerveja, diz Fipe

16:40 | 10/10/2012
A exemplo de Alimentação, o salto do grupo Despesas Pessoais dentro do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), de 0,14% para 0,31% entre o fechamento de setembro e a primeira quadrissemana de outubro, também surpreendeu a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que previa alta de 0,18% para esta classe de despesa no período. A trajetória, segundo a Fipe, foi liderada pelo comportamento do subgrupo Fumo e Bebidas (de 1,02% para 1,17%), que trouxe como destaque a alta de 2,79% no preço da cerveja.

O coordenador do IPC, Rafael Costa Lima, acredita que o produto também vem sendo vítima da alta dos preços das commodities no mercado internacional no começo do segundo semestre. "A quantidade de milho utilizada na mistura da cerveja é elevada", explicou Costa Lima. O principal ingrediente na composição da bebida é a cevada, mas também há outros componentes chamados não maltados, como milho e arroz.

Ainda no grupo Despesas Pessoais, Costa Lima ressaltou que o subgrupo Recreação e Cultura reduziu a deflação (-1,30% para -0,84%) graças à virada que caía 3,08% no fechamento de setembro e passou a subir (0,06%) na no comportamento do item Viagem (excursão), primeira medição de outubro. "Ainda esperávamos variação negativa nesta primeira quadrissemana", afirmou. Justamente em razão deste item, Despesas Pessoais devem fechar outubro num nível bem mais elevado do que os 0,36% esperados pela Fipe na semana passada. "Deve fechar em 0,63%", disse o coordenador.

TAGS