PUBLICIDADE
Notícias

Expointer prevê venda de máquinas estável em R$ 834 mi

17:46 | 26/08/2012
Mesmo com a seca que atingiu o Rio Grande do Sul e levou à quebra de quase 50% da safra de verão, a feira agropecuária Expointer, em Esteio (RS), deve repetir as vendas de máquinas agrícolas do ano passado e alcançar cerca de R$ 834 milhões em negócios, segundo o Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do RS (Simers).

A expectativa aparece nas projeções de vendas das empresas Massey Ferguson e Valtra, ambas do grupo AGCO, que esperam o mesmo volume de vendas conquistado no ano passado, mas sem detalhar os resultados. A Massey Ferguson é líder no mercado de tratores, com 26,7% de participação de mercado no acumulado do ano, seguida pela Valtra, com 22,9%.

Segundo Paulo Beraldi, diretor comercial da Valtra, a expectativa da indústria para o ano é chegar a 52 mil tratores vendidos, número sustentado pelo alto preço das commodities e o espaço para a produção brasileira no mercado mundial, com a seca que atinge os Estados Unidos. "Também não existe perspectiva de anormalidade no clima no Brasil, o que mantém os planos de investimentos dos produtores", diz Beraldi.

Para o gerente de vendas da Massey Ferguson, Leonel Oliveira, as novas vendas não são de expansão da frota, mas de troca. "O produtor quer mais eficiência, uma máquina que demande menos combustível, tenha menor perda de grãos", diz.

No caso das colheitadeiras, segundo a AGCO, a indústria apresenta crescimento de 6,1% no acumulado do ano. A região Sul demanda 50% das colheitadeiras vendidas no País e, desses 50%, metade é demanda do Rio Grande do Sul.

TAGS