PUBLICIDADE
Notícias

Para CNI, decisão da GM sobre dispensa merece atenção

12:51 | 24/07/2012
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) avaliou nesta terça-feira que a decisão da General Motors de São José dos Campos de fechar as portas na madrugada desta terça-feira e liberar os trabalhadores durante negociação com o sindicato sobre a dispensa remunerada a 1.500 empregados deve ser vista com atenção. "Como se trata de uma só empresa, não se pode generalizar para todo o setor, mas não é uma questão trivial", disse à Agência Estado o gerente executivo de política econômica da confederação, Flávio Castelo Branco.

As dispensas foram motivadas pelo fechamento de um setor da indústria e, por questões de segurança, a GM decidiu trancar todos os portões da fábrica. "Trata-se de uma notícia negativa e sinaliza que essa empresa não tem expectativas de retomada tão forte de vendas", considerou Castelo Branco.

O gerente executivo salientou que o emprego costuma ser o último elo afetado da cadeia produtiva, em razão do alto custo e da dificuldade de obter trabalhadores qualificados para o serviço. "Mas uma hora o ajuste chega ao mercado de trabalho", disse.

TAGS