PUBLICIDADE
Notícias

Dilma cobra normalização institucional no Paraguai

14:57 | 31/07/2012
Ao anunciar nesta terça-feira a inclusão da Venezuela ao Mercosul, a presidente Dilma Rousseff, na condição de presidente Pró Tempore do bloco, disse que a expectativa do grupo é de que o Paraguai normalize sua situação institucional interna para que possa reaver seus plenos direitos no Mercosul. O bloco econômico suspendeu o Paraguai das decisões do Mercosul, depois que Fernando Lugo foi afastado da Presidência do País por pressões políticas internas.

"O que moveu a totalidade da America do Sul (em afastar o Paraguai do bloco) foi o compromisso inequívoco com a democracia. Os países do Mercosul assim como os da Unasul têm agido de forma coordenada nessa questão com o sentido único de preservar e fortalecer a democracia em nossa região", disse.

"Não somos favoráveis a retaliações econômicas que possam causar prejuízos ao povo paraguaio. Mantivemos a normalidade dos grupos econômicos e comerciais e dos projetos em execução no Paraguai", disse. "Nossa perspectiva é que o Paraguai normalize sua situação institucional interna para que posa reaver seus direitos plenos no Mercosul."

TAGS