PUBLICIDADE
Notícias

Volume de cheques sem fundos é o maior para o mês de maio desde 2009

Dia das Mães, além de endividamento e inadimplência crescentes do consumidor impulsionaram essa elevação. O Ceará é o sexto colocado entre os estados em relação a percentual de cheques devolvidos no período de janeiro a maio deste ano (7,09%)

08:56 | 20/06/2012
O volume de cheques devolvidos no mês de maio foi de 2,20% em todo o país, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Foi o maior percentual registrado para o quinto mês do ano desde 2009, ano da crise econômica internacional. Na ocasião, houve 2,52% de devoluções de cheques.

O Ceará é o sexto colocado entre os estados em relação a percentual de cheques devolvidos no período de janeiro a maio deste ano (7,09%). Os primeiros colocados são Acre (15,3%), Amazonas (12,73%), Amapá (10%), Alagoas (8,05%), Bahia (7,37%).

A média do País é de 2,08%. Abaixo da média nacional estão Paraná (1,97%), Minas Gerais (1,95%), Rio Grande do Sul (1,86%), Espírito Santo (1,71%), Rio de Janeiro (1,67%).

Entre as regiões, o Nordeste se destaca com o maior percentual médio de cheques devolvidos (2,1%), seguido pelo Centro Oeste (1,84%), Sul (1,83%), Norte (1,73%) e Sudeste (1,54%)

O percentual de cheques sem fundos em maio também foi maior que o registrado em abril último, quando houve 2,08% de devoluções. No acumulado de janeiro a maio de 2012, por sua vez, foram devolvidos 2,08% de cheques, valor acima dos 1,93% verificados em igual período do ano anterior, e superado apenas pelos 2,36% observados nos cinco primeiros meses de 2009.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o endividamento, o comprometimento de renda e a inadimplência crescentes do consumidor, além do Dia das Mães, forte data para compras, levaram a devolução de cheques sem fundos em maio alcançar 2,2% dos compensados.

Redação O POVO Online

TAGS