PUBLICIDADE
Notícias

Alimentação e despesas aceleram alta do IPC-S

08:59 | 08/05/2012
Os grupos Alimentação e Despesas Diversas foram destaque de alta no resultado do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) na primeira quadrissemana de maio, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Neste período, o IPC-S teve leve aceleração e ficou em 0,57%, ante 0,52% na leitura anterior, no fechamento de abril.

Entre a quarta quadrissemana do mês passado e a primeira de maio, Alimentação saiu de elevação de 0,38% para aumento de 0,53%, influenciada pela queda menor no preço de carnes bovinas (de -1,27% para -0,58%). Já o grupo Despesas Diversas (de 3,50% para 4,24%) foi novamente puxado pelo aumento no preço dos cigarros (de 9,66% para 11,01%).

De acordo com a FGV, o grupo Educação, Leitura e Recreação saltou de 0,09% para 0,37%, diante da menor deflação em passagens aéreas (de -7,22% para -2,78%), e o conjunto de preços formado por Saúde e Cuidados pessoais passou de 1,03% para 1,08% da quarta quadrissemana de abril para a primeira de maio, influenciado pelo reajuste nos preços dos medicamentos.

Já os grupos Transportes (de 0,33% para 0,24%), Habitação (de 0,42% para 0,41%), Vestuário (de 0,55% para 0,43%) e Comunicação (de 0,08% para 0,01%) desaceleraram a alta na primeira quadrissemana de maio.

Além de cigarros, os itens que mais tiveram influência positiva no resultado do IPC-S foram refeições em bares e restaurantes (de 0,58% para 0,54%), tarifa de eletricidade residencial (de 0,57% para 0,98%), serviço de reparo em automóvel (de 1,26% para 1,46%) e aluguel residencial (de 0,54% para 0,48%).

Já as maiores pressões para baixo vieram do tomate (de -6,53% para -8,47%), automóvel usado (de -0,66% para -0,53%), banana prata (de -6,18% para -4,16%), aparelho de TV (de -1,64% para -1,88%) e mamão papaia (de -0,18% para -4,93%).

TAGS