PUBLICIDADE
Notícias

Homem guia filha do doador de seu coração ao altar

O pai de Jeni Stepien foi assassinado em 2006 e seu coração doado a Arthur Thomas, que levou Jeni ao altar em seu casamento

12:19 | 08/08/2016
NULL
NULL

Após perder o pai, que foi vítima de assassinato, Jeni Stepien, talvez tenha pensado que iria sozinha ao altar em seu casamento. Não foi o que aconteceu. Quando Michael Stepien faleceu, em 2006, seu coração foi recebido por Arthur Thomas, que estava à beira da morte, e foi Arthur que conduziu Jeni para ser entregue ao noivo na cerimônia.
[SAIBAMAIS3]
"Eu estava à beira da morte quando Michael foi assassinado. Precisava de um coração ou ia morrer em poucos dias", disse Arthur à emissora KDKA. Após receber uma carta de Jeni, ele partiu de Nova Jersey e foi até a Pensilvânia para fazer parte do casamento dela, que aconteceu dez anos após o transplante.
[FOTO2]
Jeni e Arthur se conheceram apenas na véspera da cerimônia, e ela pôde sentir o coração do pai batendo dentro do peito de Tom, como Arthur é chamado. "Estou grata que meu pai pode estar aqui conosco em espírito e por uma parte de seu ser físico também. Isso foi muito especial para nós", afirmou a jovem. Em entrevista, Tom afirmou se sentir honrado por poder participar de um momento tão importante para a filha do homem que salvou sua vida.

[VIDEO1] 

 

Redação O POVO Online

TAGS