PUBLICIDADE
Notícias

Prédio é construído com garrafas PET em Pernambuco

Mais de 200 mil garrafas, que seriam destinadas ao lixo, vão compor agora a estrutura de cinco pavimentos

15:42 | 05/11/2014
NULL
NULL

Um prédio ecologicamente correto está sendo construído com mais de 200 mil garrafas PET que substituem tijolos e blocos de cerâmica, em Petrolina, no Sertão pernambucano. O imóvel de 5 pavimentos com 8 apartamentos tem 16 metros de altura e possui área de 1.500 m².  

A estrutura está sendo erguida no bairro Cohab VI, na Zona Oeste da cidade. As garrafas estarão presente nas paredes, no teto, na laje e até mesmo no piso do edifício, cujo proprietário, o médico George Cavalcanti, foi responsável pela ideia.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

A obra sustável também passou pela aprovação de engenheiros civis que garantem a segurança e vantagens na utilização do material. “Uma vantagem é quanto ao carregamento da obra diminuído, já que a garrafa PET tem um peso bem menor do que o bloco cerâmico. Outra vantagem é o isolamento térmico. Aqui no Vale do São Francisco, por exemplo, a gente tem altas temperaturas e como a condutibilidade térmica da garrafa é menor do que a do tijolo ou bloco cerâmico, ela transmite menos calor da parte externa da obra para a edificação. Porém o maior ganho é que a gente tem é no ponto de vista ambiental”, explicou o engenheiro civil Sérgio Luís de Oliveira ao G1.

Há dois anos, outra obra do tipo foi idealizada pelo proprietário do prédio: casas que ficam localizadas no bairro Vila dos Ingás, na área central da cidade.

Redação O POVO Online

TAGS