PUBLICIDADE
Notícias

Primeira audiência via WhatsApp é realizada pela Justiça do Rio de Janeiro

O recurso pode ser utilizado em casos que envolvem pessoas de fora do país ou até mesmo residentes locais

14:29 | 20/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
O WhatsApp pode facilitar a vida dos seus usuários de diversas formas, seja no trabalho, contato familiar ou até mesmo para resolver questões judiciais. O judiciário do Estado do Rio de Janeiro utilizou pela primeira na última terça-feira 17, o aplicativo de mensagens para mediar um acordo de partilha de bens entre uma mulher e seu ex-marido que mora em Angola.

Através do recurso de videochamada, a audiência ocorreu no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), localizado no Fórum da Leopoldina, zona norte do Rio. O primeiro contato realizado pelas partes não obteve um acordo, porém deu celeridade ao caso.

O projeto Justiça Digital tem como objetivo promover audiências onlines e foi criado pelo Núcleo Permanente de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A utilização do WhatsApp como recurso em uma audiência pode ser utilizado tanto para casos que envolvam pessoas de fora do país como para cidadãos residentes no Rio de Janeiro.
 
As dificuldades encontradas para cumprir decisões judiciais por moradores de áreas de risco motivaram a criação do projeto. A utilização do WhatsApp também visa a diminuição de custos com a impressão e envio de intimações.
TAGS