PUBLICIDADE
Notícias

Futurecom 2017 - internet das coisas

Empresas apresentam soluções e buscam interatividade entre ferramentas eletrônicas

19:01 | 04/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O maior evento de TIC da América Latina está sendo sediado em São Paulo. O Futurecom 2017 ocorre até amanhã, 5 de outubro, no Transamérica  Expo Center. O objetivo do evento é reunir o mercado visando o desenvolvimento de negócios. Este ano o evento foi escolhido para a aplicação do Plano Nacional de IoT, Internet das Coisas.

A ideia de internet das coisas não é novidade, surgiu em 1991 junto com a conexão de internet TCP/IP. O conceito básico resume-se em uma série de objetos conectados entre si através da internet, assim esses objetos poderiam realizar troca de dados e informações.

Projetos para o mercado

Pensando nisso a Oi firmou parceria com uma grande empresa do setor de varejo nacional e apresentou a sua ideia de internet das coisas no evento. A empresa decidiu aplicar a tecnologia em uma rede de geladeiras e gondolas exibidas no espaço dedicado às soluções de Varejo, a companhia mostrará junto com o cliente, uma das maiores redes do segmento do país, como a plataforma contribui para uma maior comodidade do consumidor e, sobretudo, para a inteligência do negócio ao prever demanda, gerir estoque e gerar perfis de consumo, possibilitando redução de custos e melhorando a logística através de Inteligência Artificial.

Ainda em fase de testes, a tecnologia deverá ser implementada até o final do ano. O desafio da empresa de telecomunicações é apresentar soluções de IoT para seus clientes. “O IoT vai mudar severamente os processos das empresas. Estamos desenvolvendo soluções com inteligência que possibilitam entender os dados captados para facilmente prescrever o comportamento do consumidor, no caso do projeto do varejo, e com isso predizer as ações que precisam ser tomadas para aumentar vendas e melhorar margem”, afirma o diretor de negócios TI da Oi, Luiz Carlos Faray.

O projeto desenvolvido pela Oi tem tem alavancado venda e diminuído perdas. Os dados captados com o projeto IoT buscam ser mais assertivo no reabastecimento e otimizar tempo da operação.  A captação desses dados são considerados uma das grandes ferramentas para uma futura mudança na operação das lojas.

TAGS