PUBLICIDADE
Notícias

Parceria de empresas inova no desenvolvimento de tecnologia nacional de banda larga

19:09 | 22/02/2017
NULL
NULL
Através de uma parceria da TGR, NET e Intel, foi desenvolvido o primeiro modem de banda larga fixa com tecnologia nacional. Em fase de produção e instalação, o equipamento, que atende aos requisitos da portaria 950 e já foi homologado pela Anatel, será capaz de testar a qualidade da rede regularmente ou sob demanda.
 [FOTO1]
“O avanço da tecnologia Docsis, que será utilizada, já possibilita a entrega de velocidades acima de 1 Gbps com custo-benefício e impacto operacional muito melhores que os de outras tecnologias utilizadas atualmente. O novo modem permite que tenhamos insumos para tomar decisões importantes sobre, por exemplo, a evolução e o correto dimensionamento de nossa rede. Isso se refletirá em mais qualidade para nossos clientes'', explica Marcelo Parraga, diretor executivo de Infraestrutura de Rede Fixa do Grupo América Móvil no Brasil.
 
O projeto teve início há quatro anos, quando a NET tomou conhecimento do trabalho desenvolvido pela TGR a partir das pesquisas do laboratório LAND da COPPE, no segmento de telecomunicações. Os alunos, orientados pelo professor Edmundo de Souza e Silva, trabalhavam em um software para medição de redes de banda larga fixa e móvel, com base em algoritmos desenvolvidos com exclusividade no laboratório da COPPE.
 
O projeto atraiu diversos alunos de mestrado e doutorado, inclusive alunos com premiações (por exemplo, premiação da Olimpíada Mundial de Programação). O projeto gerou novos recursos para a pós-graduação da COPPE e garantiu melhores condições de pesquisa e desenvolvimento no ambiente acadêmico.
 
Além de medição de desempenho em vários pontos da rede, o software possibilita a gestão da qualidade por meio de dados, indicadores e relatórios, facilitando a priorização e alocação de investimentos. Para isso, são monitorados diversos indicadores de desempenho de rede, como velocidade, latência, jitter, tempo de resposta de DNS, entre vários outros.
 
Com o software pronto, o próximo passo foi embarcá-lo dentro de modems e roteadores. Para isso, a operadora firmou parcerias com a Intel para o desenvolvimento de um novo firmware – o primeiro produzido no Brasil – “Trata-se um case mundial de inovação a ser celebrado por todos'', afirma Parraga.
 
TAGS