PUBLICIDADE

O Plano B

17:26 | 06/11/2018

Além da presidência da Câmara Federal, a base do futuro Governo de Jair Bolsonaro (PSL) projeta comandar as principais comissões da Casa. Com 52 deputados, segunda maior bancada depois do PT, o PSL mira especialmente a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), colegiado mais importante. Filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que volta como o mais votado do País, é um dos nomes cotados para comandar a Comissão. O parlamentar é advogado e policial federal licenciado.
  
Chancelaria

O mais cotado para chanceler do Itamaraty no Governo Bolsonaro é o jovem embaixador Hernesto Fraga, Chefe do Departamento das Américas.

Esqueceram de nós

Ninguém visita mais Lula da Silva (PT) e Eduardo Azeredo (PSDB) na cadeia. É o medo dos correligionários de ficar para companhia permanentemente..

Faz sentido 

Após o despacho dos mineiros nas urnas, Dilma Rousseff, que só voltou a BH para disputar o Senado, voltará a morar em Porto Alegre, no bairro... Tristeza. 

PDT no divã 

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi reúne os eleitos das bancadas do Congresso para reunião amanhã em Brasília, para analisar o cenário político de 2019, preparar o discurso de oposição a Bolsonaro e pensar nos nomes para  as lideranças nas duas Casas. O presidenciável Ciro Gomes pode aparecer.

Sai pra lá 

Com Lula condenado e preso, e Haddad fraco, o projeto PDT agora é se distanciar do PT e reforçar Ciro Gomes como  a vitrine nacional do partido na tentativa de se destacar principal voz da oposição ao presidente eleito, de olho na eleição de 2022. 

Tá livre 

A Comissão de Ética Pública da Presidência arquivou o pedido de investigação do ex-presidente da Petrobras Pedro Parente, por supostas irregularidades no empréstimo feito pela estatal ao Banco JP Morgan. Segundo reportagens em junho, Parente seria supostamente sócio do banco. A decisão do colegiado pelo arquivamento foi unânime. 

Museu$

As duas Medidas Provisórias que tratam da preservação dos museus seguem paradas na Câmara e Senado dois meses depois do incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Foram enviadas ao Congresso e até agora aguardam a composição de comissões para analisar os textos antes da votação nos plenários das duas casas. 

Parou 

Por resistência de classes, está parada a MP 850/2018, que cria a Agência Brasileira de Museus (Abram), em substituição ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Ele de volta

Sem vitrine e em silêncio para não prejudicar a campanha do aliado Fernando Haddad (PT), o condenado José Dirceu volta aos holofotes. Lança seu livro de memórias amanhã no Sindicato dos Bancários de Brasília.

MERCADO

Pista..

A menos de dois meses do fim do Governo de Fernando Pimentel (PT), o Detran de Minas Gerais quebrou o monopólio do milionário mercado de registro de financiamento de veículos no Estado, até semana passada controlado pela Infosolo.
 
..livre

Desde semana passada qualquer empresa do ramo pode prestar serviço no Estado. Agora, o preço cobrado pelas empresas já caiu de R$ 227 por veículo para R$ 150 - uma economia de R$ 50 milhões por ano para os contribuintes mineiros. A Infosolo e a assessoria do Governo não comentaram. 

Mistério no ar

Algo estranho no ar. Dois helicópteros Agustas (a Ferrari dos ares) caíram em menos de seis meses no Brasil, com sete mortes. Em Minas, com piloto e o empresário do setor de mineração, e neste feriadão em São Paulo, o que vitimou uma família.