PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Garantia da lei e da ordem

20:36 | 26/10/2018

O acirramento da disputa presidencial deste ano provocou aumento significativo de cidades que terão reforço das Forças Armadas no segundo turno das eleições. Em 2014, as tropas federais atuaram em 230 localidades. No domingo, 28, serão 356 cidades resguardadas pelos militares. Os pedidos dos Tribunais Regionais Eleitorais foram aprovados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As tropas federais foram acionadas  para garantir a normalidade da votação e do andamento da apuração dos resultados nos estados do Acre, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Tocantins.

1º turno 

No primeiro turno, as forças federais atuaram em 513 cidades. Na mesma etapa do pleito de 2014, os militares reforçaram a segurança em 280 localidades. 

Ribeirinhos
 
De acordo com o Ministério da Defesa, 27 mil militares foram colocados à disposição dos TREs. Além da segurança, as tropas vão auxiliar no deslocamento de urnas e equipes que trabalharão em locais de difícil acesso, como tribos indígenas e comunidades ribeirinhas. 

Rota de colisão 

A sinalização do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) de nomear um militar para comandar a Petrobras, em seu eventual governo, divide integrantes da campanha e pode expor mais um desgaste com o guru econômico Paulo Guedes.
 
Nacionalismo

Isso porque a postura nacionalista (histórica) dos militares tende a ser um empecilho para os planos de Guedes de privatização da petroleira. Bolsonaro já se estranhou com o economista após ele suscitar a hipótese de criação de um imposto semelhante à CPMF. 

Cabo eleitoral 

Hoje aliado e cabo eleitoral do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o candidato ao Governo de São Paulo, João Doria (PSDB), alfinetou o deputado há um ano em almoço com parlamentares da Frente da Agropecuária em Brasília. 

Falência

Coluna registrou que o tucano lembrou, no encontro, que seu pai, o ex-deputado João Agripino Doria, à época empresário do ramo de calçados, foi à falência durante a ditadura militar defendida Bolsonaro.
  
Visita íntima

Quem passou pela Esplanada dos Ministérios ontem se deparou com um protesto inusitado: 700 mulheres com faixas e bandeiras ocuparam a frente do Congresso Nacional contra portaria do Ministério da Justiça que restringe as visitas íntimas em presídios federais. 

Laços
 
A norma chegou a ser derrubada por decisões de primeira instância. Mas voltou a vigorar por determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O Ministério Público se posiciona contra a regra sob o argumento de que “fere o direito da população carcerária à manutenção dos laços afetivos”. 

Ânimo 

O ex-presidente Lula recebeu de visitantes as pesquisas internas do PT que mostram o candidato Fernando Haddad atrás e bem distante do adversário Jair Bolsonaro (PSL). Não está tão “animado” como insistem em dizer os petistas em entrevistas em frente à sede da PF em Curitiba. 

Bagagens

Senadores não entendem a demora da Câmara em votar o fim da cobrança de despacho de bagagens em voos nacionais. O projeto (PDS 89/2016) aguarda análise há dois anos. Pedro Chaves (PRB-MS) lembra que a cobrança não reduziu preços dos bilhetes: “Desde a vigência da resolução (da Anac), o valor médio das passagens já subiu 10 por cento, considerando a inflação do período”.
 
Vetado 

Justiça barrou “comício” que estava previsto para ser realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul com a presença de Guilherme Boulos (Psol) e o ex-ministro da Justiça, Tarso Genro (PT).
 
Constituinte 

Bernardo Cabral, relator da Constituinte, participa do Seminário que o Instituto dos Advogados Brasileiros vai promover, em 8 de novembro, no Rio de Janeiro, para comemorar os 30 anos da Constituição. Os ex-deputados constituintes, Miro Teixeira e Vivaldo Barbosa, e o deputado federal reeleito, Alessandro Molon, professor de Direito, também participarão do encontro.

ESPLANADEIRA

Cantora Hanna começa a gravar hoje o clipe Eu sei que vou te amar em homenagem aos 105 anos de Vinícius de Moraes. O lançamento será no dia 8 de dezembro em show no Iate Clube do Rio de Janeiro.
TAGS