PUBLICIDADE
Notícias

Vaquinha da urna

17:29 | 25/07/2018

Em tempos de redes sociais com milhões de seguidores, mercado virtual em alta e proibição de doações por empresas, os partidos investem na internet para arrecadar. O PSL de Bolsonaro lançou com forte mídia nas redes a plataforma de doações de pessoas físicas. O PSDB disponibilizou o app ‘Mais que Voto’ para arrecadações, além do ‘Eu Apoio’. Já o PT tem um link no seu site para doações para eventual campanha de Lula da Silva. A REDE lançou no site o app ‘Voto Legal’ de financiamento coletivo para Marina Silva, no qual os apoiadores podem fazer contribuições a partir de R$ 10, com cartão de crédito ou boleto. Confira no site da Coluna os links.

‘Voto em lista’

O MDB vai disponibilizar para seus candidatos uma plataforma online, também através do ‘Mais que Voto’. O eleitor poderá escolher seu candidato numa lista no site e doar.

Dançou

Foi um pouco das cotoveladas verbais na convenção do PSL, e motivos pessoais. A advogada Janaína Pascoal não será a vice de Jair Bolsonaro na chapa presidencial.

Lula’n Concert

Fechado o time do palco: Chico Buarque, Gilberto Gil, Beth Carvalho e Odair José vão cantar sábado, na Lapa do Rio, no Festival Lula Livre promovido por simpatizantes.

Josué & Pimentel

O mineiro é cauteloso em se tratando de política e dinheiro. Que o diga Josué Gomes (PR), o cotado para vice de Geraldo Alckmin (PSDB) na chapa presidencial. O dono da Coteminas, maior indústria têxtil do País com unidades em Minas, preferiu antes bater um papo com o governador Fernando Pimentel (PT), que também sonha ter Josué vice.
 
Tá explicado

É porque há sempre uma conta para acertar com o Estado, e não pega bem evitar o dono do cofre. A Coluna sondou a Secretaria de Fazenda para saber se há dívida aberta da Coteminas, de ICMS e outros impostos. A Secretaria informou que os dados são sigilosos (artigo 198 do Código Tributário). Não conseguimos contato com a empresa.

Alô, Baixinho?

Sem o apoio do DEM à candidatura de Ciro Gomes, principalmente no Rio de Janeiro, dirigentes do PDT procuraram o presidenciável Álvaro Dias e o senador Romário, ambos do Podemos. Romário disputa o Governo do Estado. 

‘Sem-terrinha’

O Brasil é um país pitoresco. Em vez de educar para que conquistem seu espaço, o MST já impregna na alma da criançada a amargura social. Promove em Brasília até amanhã o 1º Encontro Nacional das Crianças Sem Terrinha. Com 1.200 menores de 24 Estados.

Ponto seguro

Veja a que ponto chegou a violência e insegurança pública no Rio de Janeiro. O dono de uma banca conseguiu na Prefeitura um alvará para instalar seu negócio em frente à portaria do classudo 55 Rio Hotel, no Largo da Lapa. A justificativa é que, assim, ele poderá usufruir da... segurança privada contratada pelo hotel.

Pra História

Há dois dias a reportagem procura as assessorias da Prefeitura, que tocam a situação num vaivém de secretarias. Pela excelência, o 55 Rio virou point de turistas estrangeiros, e no hall o historiador Milton Teixeira dá concorrida aula para hóspedes e convidados sobre Memória do Rio e da Lapa. Agora, terá mais essa (triste) para contar.

Parada estratégica
 
O atual embargo à tramitação do PLS 439/15 no Senado, que dispõe sobre o exercício de atividades nas áreas da Administração, é o interesse - de pequeno grupo do Rio Grande do Norte - em regulamentar a profissão de Gestor Público em separado. Essa claque tem o apoio da senadora Fátima Bezerra (PT-RN).

Cavalgada$

O 41º Campeonato Nacional da Raça Quarto de Milha de Trabalho e Conformação injetou cerca de R$ 12 milhões no evento em Londrina (PR) e outros R$ 20 milhões em 400 animais da raça negociados. Participaram investidores de 20 Estados.

Pré-História 

Edson Khair, fundador do MDB e do PT, escreve livro sobre a criação do partido de Lula da Silva. O ex-deputado federal foi um dos primeiros a assinar a ficha de filiação, em 1980, junto com Jacó Bittar. Hoje aliado de Ciro Gomes (PDT), Khair diz que se arrepende muito de ter ajudado a criar o PT. 
 
Só observa

A Embaixada de Israel nega que embaixador em Brasília apoie Bolsonaro ou algum candidato a presidente. Fontes da Coluna confirmam que ele acompanha com especial atenção a desenvoltura de Jair.

TAGS