PUBLICIDADE
Notícias

Partilha eleitoreira

19:37 | 14/03/2018
O afago do presidente Michel Temer a prefeitos em ano de eleição nacional não ficou só na promessa. Em tempos de crise na Segurança Pública em capitais e missões demandadas do Exército, ele decidiu tirar R$ 2 bilhões de dotações de emendas parlamentares para o Ministério da Defesa, da Educação e da Saúde para incrementar o Fundo de Participação dos Municípios. O cancelamento foi publicado no Diário Oficial pela Lei 13.633, que abriu crédito extraordinário para os alcaides endividados. 

Bateu continência 
Houve exceções. Salvaram-se, no bojo das emendas, as verbas para a Agência Brasileira de Inteligência, o que mostra força do general Sérgio Etchegoyen. 

Sem QG
De novo, demandas antigas ficaram no papel. Cortou-se a implantação de Batalhão do Exército em Sinop (MT), na floresta amazôniza, e a do Colégio Militar de Belém.

Caserna sofre
Só o Exército perdeu, nesse redirecionamento, R$ 106,4 milhões. O Sisfron do Paraná, na tríplice fronteira, continuará no papel: perdeu os R$ 60 milhões esperados. 

No céu, no mar
A Marinha ficará a ver navios. Perderá emendas de R$ 104 milhões. A Aeronáutica terá pequena turbulência: menos R$ 34,2 milhões prometidos pelo Congresso.

Fumaça..
A presença de grupos terroristas como o Hezbollah na América Latina, em especial na região da tríplice fronteira no Sul, tem preocupado as autoridades americanas. Há dados sigilosos de investigadores que mostram o contrabando de cigarros do Paraguai como uma das principais fontes de financiamento da organização criminosa.

..explosiva 
O cientista político Emanuele Ottolenghi, Senior Fellow da Fundação para a Defesa da Democracia, estará no Brasil na próxima terça-feira para discutir a importância do combate ao mercado ilegal com vistas a reduzir o poder do terrorismo internacional.

Cala-boca
O falante ex-diretor geral da PF Fernando Segóvia levou um cala-boca oficial. A Comissão de Ética da Presidência o ‘sentenciou’ à ‘censura ética’. Nem na Itália poderá dar entrevista, como gostava de fazer mundo afora.  

Ey, ey.., voltei
Ele voltou. Eymael lança amanhã, em Rio Branco (AC), a sua pré-candidatura à Presidência do Brasil na disputa deste ano. Com uma diferença. O PSDC agora é DC.

Barrados no baile
O presidente Michel Temer fez chegar aos líderes e ministros a ordem para que sejam “rigorosos” na indicação dos sucessores que vão chefiar as pastas a partir de abril. Quer evitar desgastes ao Governo após o episódio envolvendo a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), indicada para o Ministério do Trabalho, e barrada pela Justiça. 

Ala técnica 
Temer tem externado a auxiliares a preocupação com mudanças em três ministérios: Fazenda, Planejamento e Minas e Energia. O presidente já determinou a manutenção das equipes técnicas das pastas após a saída dos respectivos titulares. 

Última de Lula
Organizadores do Fórum Social Mundial esperam 60 mil pessoas no ato de desagravo ao ex-presidente Lula amanhã no Estádio de Pituaçu em Salvador. Lula dividirá o palanque com os ex-presidentes Fernando Lugo, do Paraguai, e José Mujica, do Uruguai, além de Dilma Rousseff.
 
Será !?
Será sua última aparição pública, a pedido dos advogados. Depois submerge até a eventual prisão. Mas como Lula é Lula... não se sabe se seguirá os conselhos.

Consultoria 
O Grupo Magro apressou-se a informar que a Finder, do delegado da Polícia Civil Marcelo Martins, preso na Operação Pão Nosso no Rio, ‘foi contratada em 2012 e 2013 para realizar diversos trabalhos na área de segurança na Refinaria de Manguinhos’ e apresentou provas da prestação de serviços.
TAGS