PUBLICIDADE
Notícias

O porta-voz

15:37 | 24/02/2018
Mais próximo petista do ex-presidente Lula da Silva, organizador de suas caravanas pré-eleitorais pelo País e porta-voz do chefe junto a movimentos sociais, o ex-chefe de Gabinete Gilberto Carvalho tem visitado ministros do Supremo Tribunal Federal. Carvalho já esteve com Edson Fachin, Dias Toffoli, no início de fevereiro, e na última quinta-feira em visita ao gabinete de Gilmar Mendes. Lula pretende obter um habeas corpus para evitar a prisão. E algo além: mesmo ficha suja, ele poderá disputar a eleição caso consiga liminar de um ministro do STF ou STJ até o TSE julgar seu caso.
 
É guerra
 
Como notório, Lula da Silva está condenado a 12 anos de prisão na Lava Jato e diz abertamente que não vai acatar a decisão, como repetiu em ato público em BH.
 
No aguardo
 
A Coluna contatou ontem à tarde o ex-ministro Gilberto Carvalho, e até o fechamento não recebeu resposta sobre a pauta das reuniões. 
 
Resistência Zero
 
Caciques petistas jogaram a toalha e passaram a admitir, nos bastidores, que a prisão de Lula é “inevitável” e questão de “semanas, ou no máximo um mês”. 
 
Trincheira política 
 
A intervenção federal no Rio incendiou a disputa política em outros Estados. No Acre, por exemplo, governado pelo PT, o PSDB intensificou as críticas aos adversários e passou a defender que Governo Federal assuma o comando da segurança no Estado. 
 
A conferir
 
Sob alegação de que “a população tem convivido com a barbárie”, o deputado Rocha (PSDB-AC) apresentou ao Ministério da Justiça pedido de intervenção federal no Acre. Segundo ele, “o Governo do PT e a cúpula da Segurança Pública perderam o controle”. 
 
Defensor & alvo 

Setores do Ministério  Público no Rio defendem ir para cima dos advogados de Lula da Silva, mas outro grupo teme desgaste com a OAB do Rio e de São Paulo, residência dos defensores. Fato é que a Lava Jato chegou ao advogado Cristiano Zanin, e ao sócio, Roberto Teixeira – compadre do ex-presidente. 
 
R$ 68 milhões!!
 
Eles terão de explicar ao Ministério Público e à PF quais os serviços junto à Fecomércio do Rio para justificar R$ 68 milhões (!!) em honorários.
 
Coincidência?
 
Curioso é que os maiores honorários começaram a ser pagos por Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio preso, justo nos últimos anos que coincidem com a Lava Jato.
 
Derrapagem...
 
A União Nacional dos Servidores das Agências Reguladoras Federais (Unareg) defende a revogação da nomeação de Mário Rodrigues Júnior para o cargo de Diretor-Geral da ANTT. Acusado de ter recebido propina durante a construção do Rodoanel, em São Paulo, Mário foi nomeado pelo presidente Michel Temer na terça-feira, 20. 
 
.. e bloqueio na pista
 
À Coluna, o presidente da Unareg, Thiago Botelho, afirma que há na própria ANTT outros diretores sobre os quais não pesam acusações de tal natureza que poderiam exercer a representação máxima da agência. “É imperativo que a nomeação seja revogada até que as denúncias sejam esclarecidas”, afirma. 
 
De quem sabe
 
Preocupado, o ex-ministro da Justiça Tarso Genro (PT), solta a aliados: “Ocorreu em 1964: civis oportunistas ‘apelam’ aos militares em defesa de uma certa ordem”. Refere-se à intervenção na Segurança do Rio.  
 
Chacrinha na tela
 
Andrucha Waddigton concluiu a edição do longa sobre a vida de Chacrinha, estrelado por Stepan Nercessian. Boni diz que o filme sai pela Globo Filme em agosto.
 
Ponto Final
 
“Crimes transfronteiriços estão na raiz do caos que assola 
a segurança pública brasileira” 
Do senador Wilder Morais (PP-GO), ao defender a criação da Polícia de Fronteiras

TAGS